exibições 2.971

Rap da Baixada

Abelha e Bibil


Chega de violência
Chega de baixaria
Eu sou da baixada
Eu sou de Duque de Caxias
Chega de violência
Chega de baixaria
Eu sou da Baixada
Eu sou de Duque de Caxias

Começo este rap, escute minha gente
Esse é o rap mais novo da Baixada Fluminense
É pequeno, tudo bem. Mas não tem problema
O negócio é que a baixada está mandando o seu lema
Paz, amor, freternidade, saúde, felicidade,
Liberdade e amizade com muita capacidade.
Manter a união com as galeras no salão
A baixada manda um alô que é de coração
A galera de Santa Cruz, Cesarinho, Cesarão
Galera da Zona Sul, Cantagalo e Pavão
Rocinha, Vidigal, Mineira e Borel
Rio Comprido, Catumbi e Chacara do Céu
Palmeira e Chumbada, Encontro, Tuiutí
Morro do Amor, Macaco e Andaraí
Tabajara e Fazenda, Morro do Chapéu Mangueira
E a primeira estação: É claro que é a Mangueira
Agora vejam vocês, meu amigo sangue bom
Cante o rap da Baixada e repita esse refrão.

Chega de violência
Chega de baixaria
Eu sou da baixada
Eu sou de Duque de Caxias

Chega de violência
Chega de baixaria
Eu sou da Baixada
Eu sou de Duque de Caxias

Falo pela sociedade. Sempre foi discriminada
Somos todos animais, todos marginalizados
Mas esquecem os poderosos que comandam essa nação
Roubam no sapatinho e mostram ter preocupação
Sai em fotos de jornais, revistas e televisão
Criticam nosso funk e a nossa geração
Mas não lembram do Brasil nessa situação
Crianças abandonadas as suas vidas são de cão
Também os trabalhadores e os chefes de família
Que trabalham feito um burro e vive com a barriga vazia
Por isso poderosos eu mando o meu recado
Olhe pra esse Brasil deixe nosso funk de lado.

Chega de violência
Chega de baixaria
Eu sou da baixada
Eu sou de Duque de Caxias

Chega de violência
Chega de baixaria
Eu sou da baixada
Eu sou de Duque de Caxias

Vou falar mais uma coisa que é para finalizar
Aquelas sete crianças que foram assassinadas
Não tinham onde morar, não tinham o que comer
Roubavam as pessoas pra de fome não morrer
E outra injustiça que foi fora do normal
Foi o que aconteceu em Vigário Geral
Vinte Uma pessoas sem saber pra onde correr
Suas vidas terminadas sem nada poder fazer
Querem acabar com o funk pensando que é solução
Mas primeiro resolvam o problema do povão
Com saúde, educação e melhor moradia
Essa é a realidade do nosso dia-a-dia
Agora sem esquecer. Também não poderia
Mando o nome das galeras de Duque de Caxias
Penha, Cruz, Jacatirão, Jaqueira e Ererê
Morro do Sapo, Caorí, Mangueira aê
Galera da Prainha e do Jardim Leal
Galera da Barreira, do Grotão, Vila Ideal
O Morro da Caixa D´Água também é sangue bom
Morro Azul de Caxias e o Morro Azul de São João
O Abelha zoa direito. O Bibil zoa na moral
Mando um alô para os DJs que são sensacional
Peço muita atenção a todos que me escutaram
Eu sou Mc Abelha e peço muito obrigado
O meu nome Ricardo e hoje todos me viu
Mas quando canto rap eu sou o Mc Bibil
Espero que você tenha ouvido esse recado
Quando vir ao baile funk deixem a briga de lado
Não quero que sua vida sofra uma ilusão
Quero que ela tenha muita paz no coração
A violência está aqui e em qualquer lugar
Mas se você ter paz ela pode acabar
Agora você, se liga amigo sangue bom
Cante o rap da Baixada e repita esse refrão

Chega de violência
Chega de baixaria
Eu sou da baixada
Eu sou de Duque de Caxias

Chega de violência
Chega de baixaria
Eu sou da baixada
Eu sou de Duque de Caxias

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais no Blog