Hey, eu tenho um tênis louco e tão raro
Tão caro (caro), o tênis mais louco do bairro
Meu bairro é simples, não tem asfalto
Mas meu tênis (tênis) valeria um assalto
Eu tenho (tenho) um tênis caro tão novo
O mais louco (novo) e raro tênis do bairro
Meu bairro tão violento e simplório
Meu tênis, aqui, vale um velório
Roubados, os invejosos dizem: Roubados
Tão caros (tão caros), impossível tê-los comprado
Eu tenho um tênis louco tão raro
E ando neles (neles) nas minhas ruas de barro

Meu bairro (tão violento e medonho)
Barreiro (vila Pinho lombrada)
Ferrados (aqui os manos não sonham)
Só fumam, vendem drogas e matam

Nem querem ter o tênis mais caro
O mais raro, o tênis mais louco do bairro
Eu tenho, chegou pra mim na caixa
Nem precisei tirar o ferro da calça
Populares vão dizer que eu estou rico
Só porque eu tenho um tênis louco tão caro
Cafés da manhã, hotéis limpos (limpos), tênis novos
Meu coração batendo confortável
Eu tenho um tênis louco tão caro
Tão raro, o tênis mais louco do bairro
Meu bairro é simples não tem acesso
Mas meu tênis (meu tênis) é louco, olha o cadarço

Ô Zé onde cê arrumou?
Tá amarrado!
Deve ser caro hein!?
Hahahaha deixa eu estrear, Zé, deixa eu estrear ele aí
Tá amarrado!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Fabricio FBC. Essa informação está errada? Nos avise.

Posts relacionados

Ver mais no Blog