Vaqueiro Nordestino

Mano Walter

exibições 57.821

Não sou vaqueiro, mas gosto de vaquejada
De forró, de cachaçada
Não ando a cavalo
Mas sou doido por embalo
Com as mulheres na bagaceira!

Sou vaqueiro nordestino
Puxar boi é meu destino
Sou o rei da vaquejada, puxo boi desde menino
O que há de garrote gordo derrubei pelo caminho

Valeu boi, valeu vaqueiro, no calor da vaquejada vive o povo brasileiro
Valeu boi, valeu vaqueiro, no calor da vaquejada vive o povo brasileiro
Valeu boi, valeu vaqueiro, no calor da vaquejada vive o povo brasileiro
Valeu boi, valeu vaqueiro, no calor da vaquejada vive o povo brasileiro

Minha maior alegria é Festa de Apartação
Ao meu padre Padim Ciço, peço a sua proteção
Cachaça e mulher bonita são a minha perdição

Valeu boi, valeu vaqueiro, no calor da vaquejada vive o povo brasileiro
Valeu boi, valeu vaqueiro, no calor da vaquejada vive o povo brasileiro
Valeu boi, valeu vaqueiro, no calor da vaquejada vive o povo brasileiro
Valeu boi, valeu vaqueiro, no calor da vaquejada vive o povo brasileiro

Pra ver a queda do boi, o "cabra" tem que ser macho
Cavalo bom e ligeiro, munheca e força no braço
Quem tiver boi bantiqueiro, traga aqui que eu desenrabo.

Valeu boi, valeu vaqueiro, no calor da vaquejada vive o povo brasileiro
Valeu boi, valeu vaqueiro, no calor da vaquejada vive o povo brasileiro
Valeu boi, valeu vaqueiro, no calor da vaquejada vive o povo brasileiro
Valeu boi, valeu vaqueiro, no calor da vaquejada vive o povo brasileiro

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir