exibições 4.836

Estás Onde Não Estás

Milénio


Quando a chuva cai
O pensamento voa, vai
Ao pé de ti
E eu aqui desfeito em pó

O vento é quem me diz
Que a noite só será feliz
Se nós depois
Unidos outra vez num só

Se a porta se fechou
Não vai haver mais verão
Se por ti fui sol que brilhou
Sem ti sou lava sem ser vulcão

[Refrão]
Até podem do céu as nuvens cair
A primavera pode não mais florir
Só o tempo nao volta atrás
Mas tu estás onde não estas
Pode ate o tejo uma dia secar
E as estrelas deixarem de brilhar
O meu peito ainda te trás
Estás onde não estás

Ainda não esqueceu
O coração que sendo meu
Bate por ti (bate por ti)
Quem dera ter te agora aqui

Trocava a minha vida
Para o filme recuar
Ficaria então esquecida
A magoa do que é estar sem estar

[Refrão]
Até podem do céu as nuvens cair
A primavera pode não mais florir
Só o tempo nao volta atrás
Mas tu estás onde não estas
Pode ate o tejo uma dia secar
E as estrelas deixarem de brilhar
O meu peito ainda te trás
Estás onde não estás

O teu olhar entrou em mim
Sinto me tão bem assim
Só em ti...

[Refrão]
Até podem do céu as nuvens cair (as nuvens cair)
Só o tempo não volta atrás (não volta atrás)
Mas tu estás onde não estás
Pode ate o tejo uma dia secar (um dia secar)
E as estrelas deixarem de brilhar
O meu peito ainda te trás (ainda te trás)
Estás onde não estás

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais no Blog