exibições 645

É Sertão

Foto do artista Paulo Matricó Paulo Matricó


Vem do pasto, do mato
Do riacho
A minha canção
Vem da terra que encerra
Entre paz e guerra
A minha paixão

Onde o côco, reboco é folia
O pé de parede é poesia
Poesia, viola e baião
No pé da ladeira, alforria
Beirando a foqueira, alegria
Alegria, forró e Sertão
Alegria, forró no Sertão

Na padroeira bochechinha encarnada
No rosto da menina
Dia de feira um ceguinho sanfoneiro
Puxa a concertina

Imbolada e côco, folia
Romance no cordel, poesia
Poesia, é o meu Sertão
Poesia, cá no meu Sertão
Poesia, assim é o Sertão

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir