exibições 126

Cá-Regando

Paulo Matricó


Nascido no Sertão mandacaru, caatingueira
Descendo o Pajeú pro sul
Submundo cão, São Francisco a ribeira
Xoteando só, sol a pino fogueira
Cá regando a fé, feliz
Diz de vez quem fez
Se levantar cabroeira

Apitou no universo o trem do progresso
Inverso, impura, dura estação
Abalando a estrutura, fúria sem cura
Ferradura intrusa, burra, surda razão

Cá-regando a vida
Xoteando na intenção
Carregando a fé
Feliz de ser do Sertão.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir