Poema Dulce

RBD

exibições 68.000

Poema Dulce

"A veces, nuestros sueños caen al suelo
Como pedacitos de estrellas que poco a poco se apagan
Nuestro corazón, llora en silencio,
Y cuando las lágrimas caen, hielan todo el cuerpo
Y el corazón de tanto amar se convierte en hielo
Para no sufrir más, para ya no llorar,
Pero se vueltas al cielo,
Te darás cuenta que quedan millones de estrellas
Y cada una es un sueño por cumplir,
Y la fuerza en tu interior,
Derretirá el hielo en tu corazón.
Solo nunca dejes de creer,
Porque el amor
Y tus sueños
Son la única puerta hacia la eternidad."

Poema Doce

"Às vezes, nossos sonhos caem no chão
Como pedacinhos de estrelas que pouco a pouco se apagam
Nosso coração chora em silêncio,
E quando as lágrimas caem, gelam todo o corpo
E o coração de tanto amar, se transforma em gelo
Para não sofrer mais, para não chorar
Mas se voltares ao céu
Se daria conta que ainda restaram milhões de estrelas
E cada uma é um sonho a se realizar
E a força em seu interior,
Derreterá todo gelo em seu coração.
Apenas nunca deixe de acreditar
Porque o amor
E seus sonhos
São a única porta para a eternidade."

Composição: Dulce María Espinoza Saviñón · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Lorrane, Traduzida por Lua, Legendado por tatiane, Jheni e mais 1
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.