Inocentes de Belford Roxo 2017

Zé Paulo

exibições 161

Pode chegar
Eu quero ver você sambar
E vou roubar teu coração pra mim
Sou inocentes, paixão que não tem fim

Cidade do amor
A aventura vai começar
Como o diabo gosta, vem brincar
A serpente a te abraçar
Num elo do sonho com o real
Lá vou eu vilão da barca infernal
Na divina comédia da vida, trapaceei
Já fui quilombola, um negro rei
Fiz revolta ecoar
Então vem cá
Se entregar ao bel prazer
Ao meu prazer

Foi o anjo escritor a revelar
Loucura sem pudor a enganar
Ódio, luxúria e obsseção
Ontem fui herói, hoje sou vilão

Uma história nas artes, vivi
Roubei a cena
Deixei a máscara cair
Será que estou no gibi?
Eu vou despertar emoções
Chegou apoteose dos ladrões
Da desilusão, vi a realidade
Na convenção, palco da maldade
Sou eu, a face marginal
Por favor não me leve a mal
Tenho a magia do carnaval

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir