Vattene Amore

Vattene amore, che siamo ancora in tempo
Credi di no? Spensierato sei contento
Vattene amore, che pace piu' non avro' ne' avrai
Perderemo il sonno. Credi di no? I treni e qualche ombrello pure il giornale leggeremo male, caro vedrai, ci chiederemo come mai, il mondo sa tutto di noi
Magari ti chiamero' trottolino amoroso e e du du da da da
E il tuo nome sara' il nome di ogni citta'
Di un gattino anaffiato che miagolera'
Il tuo nome sara' su un cartellone che fa della pubblicita'
Sulla strada per me ed io col naso in su, la testa ci sbattero'
Sempre la', sempre tu, ancora un altro po', e poi ancora non lo so

Vattene amore, mio barbaro invasore
Credi di no? Sorridente truffatore
Vattene un po' che pace piu' non avro' ne' avrai
Vattene o saranno guai
I piccoli incidenti, caro vedrai, la stellare guerra che ne verra'
Il nostro amore sara' li' tremante e brillante cosi'
Ancora ti chiamero' trottolino amoroso e du du da da da
E il tuo nome sara' il freddo e l'oscurita'
Un gattone arruffato che mi graffiera'
Il tuo amore sara' un mese di siccita'
E nel cielo non c'e' pioggia fresca per me ed io col naso in su
La testa ci perdero'
Sempre la', sempre tu
Ancora un altro po' e poi ancora non lo so
Ancora ti chiamero' trottolino amoroso e du du da da da
E il tuo nome sara' il nome di ogni citta'
Di un gattino anaffiato che miagolera'
Il tuo nome sara' su un cartellone che fa della pubblicita'
Sulla strada per me ed io col naso in su, la testa ci sbattero'
Sempre la', sempre tu, ancora un altro po', e poi ancora non lo so

Di, di, di, di, di, di, di, di, di, di, di

Vá Embora Amor

Vá embora amor, que ainda temos tempo.
Não acreditas? Está despreocupado, satisfeito.
Vá embora amor, que não terei mais paz, você verá.
Perderemos os sonhos.
Não acreditas? Os trens e qualquer guarda-chuva, também elegeremos mal os jornais,
Querida você verá, nós pediremos como nunca, o mundo sabe tudo de nós.
Talvez chamarei de trotinho amoroso e du du da da da,
E seu nome será o nome de todas as cidades,
De uma gatinha molhado que miará,
E seu nome estará em um cartaz publicitário,
Sua estrada para mim, é o nariz empinado para cima, na cabeça batendo alí,
Sempre alí, sempre por você, ainda mais um pouco depois eu não sei...

Vá embora amor, meu bárbaro invasor,
Não acreditas? Sorridente enganador.
Vá embora um pouco, que paz não terei mais,
Você verá, parta ou haverá dificuldades.
Os pequenos acidentes, querida você verá, a guerra estelar, que destruirá,
O nosso amor estará brilhando entre as montanhas.
Talvez chamarei de trotinho amoroso du du da da da,
E seu nome será o frio e a escuridão,
De uma gatona arrepiada que me arranhará.
E teu amor terá um mês de seca,
No céu não terá chuva fresca, para mim é o nariz empinado,
Eu perdi minha cabeça,
Sempre alí, sempre por ti,
Ainda mais um pouco e depois não sei...

Talvez chamarei de trotinho amoroso e du du da da da,
E seu nome será o nome de todas as cidades,
De uma gatinha molhada que miará,
E seu nome estará em um cartaz publicitário,
Sua estrada para mim, é o nariz empinado para cima na cabeça betendo alí,
Sempre alí, sempre por ti, ainda mais um pouco e depois eu não sei...

Di di di di di, di di di di di di...

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir