Antipatriarca

Ana Tijoux

exibições 20.653

Antipatriarca

Yo puedo ser tu hermana, tu hija
Tamara, Pamela o Valentina
Yo puedo ser tu gran amiga
Incluso tu compañera de vida
Yo puedo ser tu gran aliada
La que aconseja y la que apaña
Yo puedo ser cualquiera de todas
Depende de como tu me apodas

Pero no voy a ser la que obedece
Porque mi cuerpo me pertenece
Yo decido de mi tiempo
Como quiero y donde quiero
Independiente yo nací, independiente decidí
Yo no camino detrás de ti
Yo camino de la par aquí

Tu no me vas a humillar
Tu no me vas a gritar
Tu no me vas someter
Tu no me vas a golpear
Tu no me vas denigrar
Tu no me vas obligar
Tu no me vas a silenciar
Tu no me vas a callar

No sumisa ni obediente
Mujer fuerte insurgente
Independiente y valiente
Romper las cadenas de lo indiferente
No pasiva ni oprimida
Mujer linda que das vida
Emancipada en autonomía
Antipatriarca y alegría

A liberar, a liberar

Yo puedo ser jefa de hogar
Empleada o intelectual
Yo puedo ser protagonista de nuestra historia
Y la que agita
La gente la comunidad
La que despierta la vecindad
La que organiza la economía
De su casa, de su familia

Mujer linda se pone de pie
Y a romper las cadenas de la piel

Tu no me vas a humillar
Tu no me vas a gritar
Tu no me vas someter
Tu no me vas a golpear
Tu no me vas denigrar
Tu no me vas obligar
Tu no me vas a silenciar
Tu no me vas a callar

No sumisa ni obediente
Mujer fuerte insurgente
Independiente y valiente
Romper las cadenas de lo indiferente
No pasiva ni oprimida
Mujer linda que das vida
Emancipada en autonomía
Antipatriarca y alegría

A liberar, a liberar

Antipatriarcal

Eu posso ser sua irmã, sua filha
Tamara, Pamela ou Valentina
Eu posso ser sua grande amiga
Até mesmo o sua parceira de vida
Eu posso ser sua grande aliada
A que aconselha e que gerencia
Eu posso ser qualquer uma de todas
Tudo depende de como você me apelida

Mas eu não vou ser a que obedece
Porque o meu corpo me pertence
Eu decido o meu tempo
Como eu quero e onde eu quero
Independente eu nasci, independente eu decidi
Eu não ando atrás de você
Eu ando em par aqui

Você não vai me humilhar
Você não vai gritar comigo
Você não vai me submeter
Você não vai me bater
Você não vai me denegrir
Você não vai me obrigar
Você não vai me silenciar
Você não vai me calar

Não submissa nem obediente
Mulher forte insurgente
Independente e corajosa
Quebrar as cadeias da indiferença
Não passiva nem oprimida
Mulher bonita que dá vida
Emancipada em autonomia
Antipatriarcal e alegria

A libertar, a libertar

Eu posso ser chefa de família
Empregada ou intelectual
Eu posso ser a protagonista da nossa história
E a que agita
As pessoas da comunidade
A que desperta a vizinhança
A que organiza a economia
Da sua casa, da sua família

Mulher bonita que se põe de pé
E a quebrar as correntes da pele

Você não vai me humilhar
Você não vai gritar comigo
Você não vai me submeter
Você não vai me bater
Você não vai me denegrir
Você não vai me obrigar
Você não vai me silenciar
Você não vai me calar

Não submissa nem obediente
Mulher forte insurgente
Independente e corajosa
Quebrar as cadeias da indiferença
Não passiva nem oprimida
Mulher bonita que dá vida
Emancipada em autonomia
Antipatriarcal e alegria

A libertar, a libertar

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir