Bailar

Cuando me quedo rendida
Y ya siento que nada va devolverme la vida
Todo es una pesadilla
Y la gente
(…) encontrar mis amigas
No enciende el motor
Y la hora que es
Nada, nada esta bien
Todo sale al revés
Tu mi medicina

Bailar
Cual penicilina
Bailar
Y no hay virus que me siga
Bailar
Y por cosas de la vida
Bailar
Y que nadie me reprima

Un gato negro en la cera
Cuando paso bobeando
Debajo de una escalera
Vi un salero y me alejo
Voy corriendo temblando
Y despedazo un espejo

El colmo llego
Todo puede pasar
No me quiero sentar
A esperar el final
Tu mi medicina

Bailar
Cual penicilina
Bailar
Y no hay virus que me siga
Bailar
Y por cosas de la vida
Bailar
Y que nadie me reprima

Dançar

quando fico rendida
e já sinto que nada vai me devolver a vida
tudo é um pesadelo
e a gente
encontrar minhas amigas
no acende o moto
e a hora que é
nada, nada está bem
tudo sai ao contrario
você meu remedio

dançar
qual penicilina
dançar
e não há virus que me siga
dançar
e por coisas da vida
dançar
e que ninguem me reprima

um grato preto na cera
quando passo bobeando
de baixo de uma escada
vi um saleiro e me afasto
vou correndo tremendo
e despedaço um espelho

a altura chegou
tudo pode acontecer
não quero me sentar
a esperar o final
você meu remedio

dançar
qual penicilina
dançar
e não há virus que me siga
dançar
e por coisas da vida
dançar
e que ninguem me reprima

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts