Poema de Anahí

Casi se me apaga la luz...
Llega ser solo el eco de una voz que un dia brillo...
Pero un dia regresso la esperanza y la luz volvio a brilla
Me di cuenta de que estavas ahi, gritando sin miedo, que aùn creias en mi y hoy por ti y por mi estoy aquicon mas fuerza, sin miedo, con mi hinmo al amor a los corazones rotos que van juntando pedasito...
I do, i do, i do
I do belive
Salvame

Ai que rico eso
Ariba el amor

Yo quiero decir tambien que ustedes son mi sueno que virou realidad, una luz pela paz, pela tolerancia, pela union,
Pelo amor, y lo mas importante pela magia gracias
Ariba el amor
I do i do belive pers salvame

Poema de Anahí

Quase apaga se a luz...
Chega a ser só o eco de uma voz que um dia brilhou...
Mas um dia a esperança voltou e a luz virá a brilhar
Me dei conta que estavas ai, gritando sem medo, com meu hino do amor aos corações rasgados que vão juntando pedaçinhos...
Eu, eu, eu
Eu acredito!
Salvame!

Ai que fofo isso!
Acima o amor.

Eu quero dizer também que vocês são o meu sonho que virou realidade, uma luz pela, pela tolerância, pela união,
Pelo amor, e o mais importante, pela magia, obrigada!
Acima o amor!
Eu, eu, acredito Salvame!

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Enviada por ana e traduzida por Tamires. Revisão por jose. Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais posts