Pra acabar com todo o mal
Samba de roda, Carnaval
Tamborim, festa de rua
Tudo no fim se apazigua
Minha terra tem mil feriados
Em cada canto, um bailado
Porta-estandarte, ô, abre-alas
Casas-grandes e senzalas

As dores do Brasil são
Se esvaem num salão

Mas hoje eu pago para ver
Tristeza na avenida e solidão
Uma flecha me atravessa o coração
Verto alegria
Visto fantasia

Antes de o prédio inteiro ruir
Dias gordos vêm aí
Bate-chinela, arrasta-pé
Bom sujeito é quem vier
Se proibirem nossa batucada
Tem galo morto na encruzilhada
Permita, Deus, que eu não morra
Antes de irmos à desforra

As dores do Brasil são
Se esvaem num salão

Mas hoje eu vou morrer de rir
Fogos vão brincar na escuridão
O samba sempre vai nos redimir
A bossa nova
À toda prova

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts