Relembre as melhores lives que aconteceram em 2020

Geral · Por Helena Tonelli

5 de Dezembro de 2020, às 19:00

O ano de 2020 foi marcado por mudanças em todos os campos da nossa vida.

Com a crise do coronavírus e a necessidade de ficar em casa, muitas vezes longe das pessoas que amamos e sem a possibilidade de nos reunir com os amigos para curtir festas e shows, a indústria do entretenimento rapidamente se movimentou para se adaptar ao novo contexto

Assim surgiram as lives, uma nova forma de acompanhar nossos artistas e bandas favoritas sem precisar sair de casa e, mais importante, respeitando as normas de distanciamento social. 

As lives começaram de forma simples e caseira, inclusive para os maiores artistas. Cada vez mais populares, rapidamente esse formato deu lugar à lives cada vez mais profissionais e elaboradas, contando com grandes equipes de produção e algumas até com venda de ingressos.

Se você acompanhou esses shows e se divertiu em casa, vem com a gente relembrar as melhores lives do ano! E não deixa de contar pra gente, nos comentários, qual foi a sua favorita, hein? 😉 

As melhores lives do ano 

As lives foram dominadas pelos artistas do sertanejo, mas a verdade é que quase todos os cantores que mais amamos entraram nessa onda. 

Marília Mendonça

Marília Mendonça, nossa querida Rainha da Sofrência, foi uma das primeiras artistas a “profissionalizar” as lives: a produção contou com 8 profissionais na equipe, inclusive 2 que fizeram a tradução em libras. 

A apresentação chegou a alcançar mais de 3 milhões de espectadores simultâneos. O repertório foi sugerido pelos próprios fãs, nas redes sociais, através da hashtag #MariliaTocaEssa. 

Zé Neto e Cristiano

A dupla Zé Neto e Cristiano se superou em suas lives. A primeira deu tão certo que os cantores prometeram, para uma segunda edição, que Cristiano rasparia a barba e o cabelo de Zé Neto durante a transmissão caso a quantidade de alimentos superasse a da semana anterior. 

Resultado: foram mais de 12 milhões de visualizações e cerca de 300 toneladas de alimentos arrecadados (e Zé Neto ficou sem barba e sem cabelo 😅)

Gusttavo Lima

Gusttavo Lima bateu recordes logo em sua primeira live: foram mais de 5 horas de show, mais de 10 milhões de visualizações e um repertório de mais de 100 músicas, variando entre clássicos do cantor e da música sertaneja no geral. 

O padrão seguiu alto em todas as suas lives, que continuam acontecendo até hoje. 

Luan Santana

O cantor Luan Santana começou a fazer lives logo no início da quarentena e desde então já foram mais de 10 shows. Uma das mais recente foi realizada em um barco e arrecadou cerca de 750 milhões de reais em doações para a proteção do Pantanal, região devastada pelas queimadas no meio do ano. 

Wesley Safadão e Bruno e Marrone

A live já estava combinada há tempos, mas precisou ser remarcada para outubro após Safadão contrair Covid-19. Mas o pequeno atraso não atrapalhou em nada, já que a live foi um sucesso estrondoso. 

Safadão estava muito ansioso e chegou a afirmar que a live tem hora para começar, mas só Deus sabe quando vai acabar e não estava errado: a apresentação durou mais de 6 horas!

Simone e Simaria

No auge das lives, a audiência dos fãs ficava muito dividida entre as várias opções de shows disponíveis. 

Foi aí que as Coleguinhas decidiram inovar e decidiram fazer, durante a live, o chá revelação de Simone, que na época estava grávida de dois meses e meio de uma menina, Maya. Ela descobriu ao vivo, junto com os fãs!

Sandy e Junior

Na contramão dos sertanejos, que tinham suas lives patrocinadas por marcas de cervejas e acabavam os shows já alcoolizados, a dupla Sandy e Junior optou por uma live familiar e cheia de sucessos que deixaram os fãs nostálgicos. 

Ivete Sangalo 

Ivete Sangalo “quebrou a internet” longo em sua primeira live, transmitida até para os participantes que ainda estavam confinados no BBB (quem lembra dessa época?). 

A live, que durou mais de 3 horas e foi animada do início ao fim, aconteceu na sala de sua casa, com Ivete usando um pijama e contando com a participação do marido e do filho mais velho. 

Gilberto Gil 

O querido Gilberto Gil demorou, mas apareceu! Para comemorar seu aniversário de 78 anos em grande estilo, o cantor reuniu seus filhos e netos para formar uma banda, mandou montar um palco no quintal de sua casa de campo no interior do Rio e fez uma das lives mais aguardadas pelos fãs de MPB. 

Nando Reis

Nando começou meio desajeitado com o novo formato de shows, mas logo pegou o jeito. Ele fez diversas apresentações: sozinho, com seus filhos e com outros artistas, como Duda Beat. 

Ele também foi um dos primeiros cantores a fazer show no formato drive-in, em que os fãs assistem a apresentação de dentro do carro. 

Barões da Pisadinha

A dupla despontou primeiro no Nordeste e invadiu o Brasil todo no final de 2019.

Os reis do piseiro, um ritmo vindo do forró, são responsáveis por alguns dos maiores hits da quarentena — músicas que viralizaram principalmente nas redes sociais, e fizeram várias lives de sucesso. 

Uma das lives mais inesquecíveis foi a feita com Xand Avião, outro fenômeno da música nordestina. 

Alok 

O maior DJ do Brasil fez uma live histórica em seu apartamento: acompanhado apenas de sua esposa e de alguns membros da equipe técnica, o DJ aliou suas músicas a um show de luzes que saiam diretamente de sua varanda para iluminar os céus de São Paulo, cidade em que Alok mora. 

Continue relembrando o que aconteceu ao longo do ano 

Que ano maluco, né? Aconteceu tanta coisa que, ao chegar nos últimos meses, já nos esquecemos de vários fatos importantes. 

Pra te ajudar a lembrar dos principais acontecimentos no mundo da música, confira agora mesmo a retrospectiva de 2020 que preparamos pra te ajudar!

Retrospectiva 2020

Receba os melhores posts do blog em seu e-mail

Assine a newsletter gratuitamente e descubra mais sobre o mundo da música


Por favor, insira um e-mail válido.

Obrigado por assinar a nossa newsletter! 😊

Ops, rolou um erro na inscrição. Tente novamente mais tarde.