Pay In Blood

Well I'm grinding my life out, steady and sure
Nothing more wretched than what I must endure
I'm drenched in the light that shines from the sun
I could stone you to death for the wrongs that you done
Sooner or later you make a mistake
I'll put you in a chain that you never will break
Legs and arms and body and bone
I pay in blood, but not my own

Night after night, day after day
They strip your useless hopes away
The more I take the more I give
The more I die the more I live
I got something in my pocket make your eyeballs swim
I got dogs could tear you limb from limb
I'm circling around the Southern Zone
I pay in blood, but not my own

Low cards are what I've got
But I'll play this hand whether I like it or not
I'm sworn to uphold the laws of God
You could put me out in front of a firing squad
I've been out and around with the rowdy men
Just like you, my handsome friend
My head's so hard, must be made of stone
I pay in blood, but not my own

Another politician pumping out the piss
Another angry beggar blowing you a kiss
You got the same eyes that your mother does
If only you could prove who your father was
Someone must have slipped a drug in your wine
You gulped it down and you cross the line
Man can't live by bread alone
I pay in blood, but not my own

How I made it back home, nobody knows
Or how I survived so many blows
I've been through hell, what good did it do?
You bastard! I'm suppose to respect you?
I'll give you justice, I'll fatten your purse
Show me your moral virtues first
Hear me holler and hear me moan
I pay in blood but not my own

You pet your lover in the bed
Come here, I'll break your lousy head
Our nation must be saved and freed
You've been accused of murder, how do you plead?
This is how I spend my days
I came to bury, not to praise
I'll drink my fill and sleep alone
I pay in blood, but not my own

Pagar Com Sangue

Bem, estou remoendo minha vida, firme e estável
Nada mais deplorável do que o que eu devo aguentar
Estou encharcado na luz que vem do sol
Eu poderia lhe apedrejar até a morte pelos erros que você fez
Cedo ou tarde você vai cometer um erro
Eu vou colocar você em uma cadeira que você nunca vai quebrar
Pernas, braços, corpo e ossos
Eu pago com sangue, mas não do meu

Noite a noite, dia a dia
Eles lhe despem de suas inúteis esperanças
Quanto mais eu recebo mais eu cedo
Quanto mais eu morro mais eu vivo
Eu tenho uma coisa no meu bolso que faz seus globos oculares flutuarem
Tenho cães que poderiam lhe arrancar membro a membro
Estou rodeando a Zona Sul
Eu pago com sangue, mas não do meu

Cartas baixas; é tudo o que eu tenho
Mas eu vou jogar com essa mão, queira eu ou não
Estou jurado a defender as leis de Deus
Você poderia me pôr na frente de um pelotão de fuzilamento
Estive por aí com homens conflituosos
Assim como você, meu belo amigo
Minha cabeça é tão dura, deve ter sido feita de pedra
Eu pago com sangue, mas não do meu

Mais um político soltando um mijo
Mais um mendigo irritado lhe jogando um beijo
Você tem os mesmos olhos da sua mãe
Se só você pudesse provar quem foi seu pai
Alguém deve ter colocado droga no seu vinho
Você engoliu a seco e foi longe demais
O homem não pode viver só de pão
Eu pago com sangue, mas não do meu

Como eu retornei para casa, ninguém sabe
Ou como eu sobrevivi a tantas pancadas
Passei pelo inferno, que bom isso fez?
Seu desgraçado! Eu deveria lhe respeitar?
Eu vou lhe dar justiça, vou engordar sua bolsa
Primeiro me mostre suas virtudes morais
Ouça-me gritar e me ouça gemer
Eu pago com sangue, mas não do meu

Você acaricia seu amante na cama
Vem cá, vou quebrar a sua cabeça ruim
Nossa nação precisa ser salva e liberta
Você foi acusado de assassinato, como você se declara?
É assim que eu passo os meus dias
Eu vim para sepultar, não para glorificar
Vou beber à vontade e dormir sozinho
Eu pago com sangue, mas não do meu

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir