Le Festin

Les rêves des amoureux sont comme le bon vin
Ils donnent de la joie ou bien du chagrin
Affaibli par la faim, je suis malheureux
Volant en chemin tout ce que je peux
Car rien n'est gratuit dans la vie

L'espoir est un plat bien trop vite consommé
À sauter les repas je suis habitué
Un voleur, solitaire, et triste à nourrir
À nous, je suis amer, je veux réussir
Car rien n'est gratuit dans la vie

Jamais on ne me dira
Que la course aux étoiles
Ça n'est pas pour moi
Laissez-moi vous émerveiller
Et prendre mon envol
Nous allons enfin nous régaler

La fête va enfin commencer
Et sortez les bouteilles, finis les ennuis
Je dresse la table, de ma nouvelle vie
Je suis heureux à l'idée de ce nouveau destin
Une vie à me cacher, et puis libre enfin
Le festin est sur mon chemin
Une vie à me cacher et puis libre enfin
Le festin est sur mon chemin

O Banquete

Os sonhos dos amantes são como um bom vinho
Eles podem trazer alegria ou então tristeza
Enfraquecido pela fome, eu fico infeliz
Roubando tudo que posso pelo caminho
Porque nada na vida é de graça

A esperança é um prato muito rápido de se consumir
Estou acostumado a pular refeições
Um ladrão, solitário, e triste a morrer
Cá para nós, sou amargo, quero ter sucesso
Porque nada na vida é de graça

Nunca ninguém vai me dizer
Que o caminho para as estrelas
Não é para mim
Deixe-me encantar você
E pegar meu voo
Vamos finalmente nos deliciar

A festa vai finalmente começar
Levem as garrafas, acabam-se os aborrecimentos
Ponho a mesa dessa minha vida nova
Estou feliz com a ideia deste novo destino
Depois de uma vida às escondidas, finalmente estou livre
O banquete está no meu caminho
Depois de uma vida às escondidas, finalmente estou livre
O banquete está no meu caminho

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Michael Giacchino · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Patricia, Traduzida por Lara, Legendado por Yan
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.