Dentro da legalidade
Dentro da honestidade
Ninguém tira o meu direito
Quando querem anarquia
Elimino a teimosia
Mostrando todo o defeito
Se o samba está errado
Eu não vou ficar calado
Consertando a melodia

Sou poeta popular
Dentro da honestidade
Ninguém pode me calar

Laiá, laiá, laiá, laiá
Laiá, laiá, lalá, laiá, laiá

Eu não sou politiqueiro
Meu negócio é um pandeiro
Dentro da legalidade
Sou poeta popular
Dentro da legalidade
Ninguém pode me calar

Laiá, laiá, laiá, laiá
Laiá, laiá, lalá, laiá, laiá

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir