Tablados

Chico Buarque

exibições 3.261

Na minha lembrança a moça arrebatava o chão
Do meu coração, tablado solto no sem-fim
Sim, roçava a franja nos desejos do salão
Não pintava a boca só pra mim

Lembro da encarnada moça na iluminação
Encarnada num tablado de encarnado igual
A boca pintada de sangrado coração
Sendo a rosa e o fogo, o bem e o mal

Pra sempre minha onde seu corpo for
Descansar, distrair
Para sempre moça quando o meu amor
Precisar e pedir

Na minha cabeça, moça, a íntima sessão
Sem saia encarnada, nada, num passado assim
Mal iluminado, sua própria encarnação
Fundos de memória, camarim

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir