Tudo que eu fiz
Nesse último ano é vitória
Sinto o cheiro dos dias de glória
Observa o pai jogar de fora
Meu momento eu recrio agora

Tipo War colecionando
Território ganhando
Grana multiplicando
Cês cagando regra
Pra falar que são donos do trono
É que de onde eu vim isso não vinga
Perfeito pra qualquer jogo tipo coringa
Só tapão nessa raba e cê xinga
Mas sempre cai na minha ginga, mas sempre cai na minha ginga

Tipo jato nem me vê
Passo, só o cheiro
Asafa Powell mineiro
Recordista no 4x100 quando o assunto é dinheiro
Matador frio: Paolo Guerrero
Falo de coisas caras tipo Midas
Maldição, ambição tira vidas
E essas noites mal dormidas
Aumentam desejos suicidas
De quem coleciona libras (uh)
Faço por grana também
Se eles têm grana, e não são mais que ninguém
Se eles têm, então eu posso também
Pra mostrar que a postura de um homem
Não vale umas notas de cem

Uh, vencedor tô fora de alcance
Não costumo desperdiçar chance
Sem mirar vejo eles cair
Jogada não interfere
300 mil no carro
Preto rico tipo Balotelli

Uh, vencedor tô fora de alcance
Não costumo desperdiçar chance
Sem mirar vejo eles cair
Jogada deles não interfere
300 mil no carro
Preto rico tipo

Tipo tanque de guerra eles não param na frente
Sabe que eu não costumo ter dó dessa gente
Que dá até o cu pra não me ver sorridente
Porque eu acerto de longe, é três ponto pra gente
Desde o viaduto assassino por hobby
Cês vão me ver triste, mas não vão me ver pobre
Minhas rimas valendo mais que grana no cofre
Se eu lançar essa daqui, a concorrência sofre

Yeah, crescendo sem querer ser mais que ninguém
Se eu não for, cês me desculpa
Uh, menos problemas que notas de cem
É porque eu mato e depois assumo a culpa

Crescendo sem ser mais que ninguém
Mas se eu for mais, cês me desculpa
Uh, problemas do que notas de cem
É porque eu mato e assumo a culpa

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir