Pode entrar, se achegue, se achegue
No meu coração...
Pode entrar, se achegue, se achegue
Tenha medo não...

Quando a vejo, sinto um treco esquisito
Fico por demais aflito, dá vontade de chorar
Quando ela passa, dando volta pela praça
Mais parece por pirraça, ela quer provocar
Mas uma hora, ela desce dos tamancos
Toma um choque, leva um tranco
Pra parar de me esnobar
Muié maruada, que tem coração de aço
Que nunca me deu espaço
Pra poder me aproximar
Quem sabe um dia ela sai do desatino
Dá uma chance a esse menino
Para poder se declarar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir