Foto do artista CocoRosie

Tekno Love Song (1st Version)

CocoRosie


Tekno Love Song (1st Version)

I fell in love with a bad bad man
Every since I met him
I've been sad sad sad
June faded in the bloom
The september moon waned and grew
Your perfume haunted me
Long after I saw
The swing
Of heaven's gate
Opening toward me

Luxurious in your arms
Your smile
Is a cool sun in the dark
Misery rejoices when you're near
And fever,
No sound of sickness keeps me burning down in my heart
Winter melts, she shys away
Quiet, like the silence a dying star makes
I'm a jailbird to your music, a criminal in your prayers
I watch you in your sleep, even when you're not there

I fell in love with a bad bad man
Every since I met him
I've been sad sad sad
I'm a jailbird to your music
A criminal in your prayers
I watch you in your sleep
Even when you're not there

Rainbows wept colour all over the street
When you went away
Maybe one day we'll meet

Lipstick I'd wear for one million years
Just to stop your eyes from
Falling them tears

I fell in love with a bad bad man
Every since I met him I've been sad sad sad
I'm a jailbird to your music, a criminal in your prayers
I watch you in your sleep, even when you're not there

Rainbows wept colour all over the street
When you went away
Maybe one day we'll met
One day we'll meet
One day we'll meet
One day
We'll meet

Picture this: your lips on my lips
A mirror has to do for now
'Cos you vanished like a cloud
Rainbows wept colour all over the streets
When you went away
Maybe one day we'll met

Oh woman you callin' me
Haven't slept a wink since 1916
I wasn't born then,
But sure feels times been tickin'

Shadows parade outside my door
I wish we were dancing 'cross this old floor
Car horns honkin' down that dirty street
Wish you were yelling to me "wash my feet"
Lipstick I'd wear
For one million years
Just to stop the tears
Your eyes keep fallin', fallin' ..

Tekno Love Song (1ª Versão)

Eu me apaixonei por um homem mau, mau
Desde que eu o conheci
Tenho estado triste, triste, triste
Junho sumiu no florescer
A lua de setembro minguou e cresceu
Seu perfume me assombrou
Depois que eu vi
O balanço
Do portão do paraíso
Abrindo em minha direção

Luxuoso nos seus braços
Seu sorriso
É um sol fresco na escuridão
A tristeza se alegra quando você está por perto
E febre
Sem sinal de doença continua a incendiar em meu coração
O inverno derrete, ela se esquiva
Calada, como o silêncio que uma estrela agonizante faz
Sou um prisioneiro para a sua música, um criminoso nas suas orações
Eu te observo no seu sono, mesmo quando você não está lá

Eu me apaixonei por um homem mau, mau
Desde que eu o conheci
Tenho estado triste, triste, triste
Sou um prisioneiro para a sua música
Um criminoso nas suas orações
Eu te observo no seu sono
Mesmo quando você não está lá

Arco-íris coloriram a rua inteira
Quando você foi embora
Talvez um dia nos encontraremos

Batom eu usaria por um milhão de anos
Só para parar os seus olhos de
Derramar as lágrimas

Eu me apaixonei por um homem mau, mau
Desde que eu o conheci tenho estado triste, triste, triste
Sou um prisioneiro para a sua música, um criminoso nas suas orações
Eu te observo no seu sono, mesmo quando você não está lá

Arco-íris coloriram a rua inteira
Quando você foi embora
Talvez um dia nos encontraremos
Um dia nos encontraremos
Um dia nos encontraremos
Um dia
Nos encontraremos

Imagina isso: os seus lábios nos meus lábios
Um espelho tem que servir agora
Porque você sumiu que nem uma nuvem
Arco-íris coloriram as ruas inteiras
Quando você foi embora
Talvez um dia nos encontraremos

Oh mulher, você me chamando
Não tenho tirado uma soneca desde 1916
Eu não tinha nascido ainda,
Mas tenho certeza que as horas passaram

Sombras desfilam do lado de fora da minha porta
Queria que estivéssemos dançando por esse velho chão
Buzinas de carros buzinando rua suja abaixo
Queria que você estivesse gritando pra mim "lave os meus pés"
Batom eu usaria
Por um milhão de anos
Só para parar as lágrimas
Que seus olhos continuam derramando, derramando...

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir