exibições 14.645
Foto do artista Danna Paola

Final Feliz

Danna Paola


Final Feliz

Te detuve el reloj en la puerta del cielo
Te dejé con las ganas, no digas que no
Que no, que no

Esa dosis perversa entre dulce y veneno
Si jugamos con fuego
Nos quemamos los dos

Quema, ema, ema
Tu boca es un poema, ema, ema
Vamos a tirar de esta cuerda
Que si se rompe soltamos la rienda

Cuéntame, cuéntame, cuéntame
Todo lo que te has imaginado
Llévame, llévame, llévame

Al punto donde nadie había llegado
No me sirve un caballero
Si no cumple mis deseos
Bésame, bésame, bésame
Así, así

Y yo te llevo a tu final feliz
Y yo te llevo a tu final feliz

Voy a abrir las paginas de mi cuento
Ven para escribir tu historia por mi cuerpo

Pensar que esta trama
Se acaba en la cama
Si tú eres la serpiente
Yo soy la manzana

Yo no queda mecha
En esta vela pa' quemar
Ven recórreme en la oscuridad
Y si me gusta
Mañana volvemos a empezar

Cuéntame, cuéntame, cuéntame
Todo lo que te has imaginado
Cúmpleme, cúmpleme, cúmpleme
Que para complacerme eres mi esclavo

No me sirve un caballero
Si no cumple mis deseos
Bésame, bésame, bésame
Así, así

Y yo te llevo a tu final feliz
Y yo te llevo a tu final feliz

Ema, ema, ema
Tu boca es un poema, ema, ema
Vamos a tirar de esta cuerda
Que si se rompe soltamos la rienda

Cuéntame, cuéntame, cuéntame
Todo lo que te has imaginado
Llévame, llévame, llévame

Al punto donde nadie había llegado
No me sirve un caballero
Si no cumple mis deseos
Bésame, bésame, bésame
Así, así

Y yo te llevo a tu final feliz
Dame, dame mi final feliz
Y yo te llevo a tu final feliz
Dame, dame mi final feliz

Final Feliz

Eu parei o relógio na porta do céu
Eu te deixei com o desejo, não diga não
Não, não

E essa voz se dispersa entre doce e veneno
Se brincarmos com fogo
Nós queimamos ambos

Queimando, ema, ema
Sua boca é um poema, ema, ema
Vamos puxar essa corda
Que se quebrar nós soltamos as rédeas

Conte-me, conte-me, conte-me
Tudo o que você imaginou
Me leve, me leve, me leve

Ao ponto onde ninguém chegou
Não me serve um cavalheiro
Se não cumpre meus desejos
Beije-me, beije-me, beije-me
Assim assim

E eu te levo ao seu final feliz
E eu te levo ao seu final feliz

Vou abrir as páginas da minha história
Venha escrever sua história por meu corpo

Pensar que essa trama
Se acaba na cama
Se você é a cobra
Eu sou a maçã

Eu não tenho pavio
Nesta vela para queimar
Venha me cobrir no escuro
E se eu gostar
Amanhã nós começamos de novo

Diga-me, diga-me, diga-me
Tudo o que você imaginou
Me cure, me cumpra, me encontre
Que para me agradar você é meu escravo

Não me serve um cavalheiro
Se não cumpre meus desejos
Beije-me, beije-me, beije-me
Assim, assim

E eu te levo ao seu final feliz
E eu te levo ao seu final feliz

Ema, ema, ema
Sua boca é um poema, ema, ema
Vamos puxar essa corda
Que se quebrar nós soltamos as rédeas

Diga-me, diga-me, diga-me
Tudo o que você imaginou
Me leve, me leve, me leve

Ao ponto de ninguém ter chegado
Não me serve um cavalheiro
Se não cumpre meus desejos
Beije-me, beije-me, beije-me
Assim assim

E eu te levo ao seu final feliz
Me dê, me dê meu final feliz
E eu te levo ao seu final feliz
Me dê, me dê meu final feliz

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Agustín Zubillaga / Dahiana Rosenblatt / Luis Jiménez / Pedro Dabdoub Sánchez · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Kno, Traduzida por Giu
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.