Entrudo

Elis Regina

exibições 3.101

Vem, oh, minha amada
Desce a estrada de rainha
Num passo do rancho, corre o manto
No medo e no espanto, morre minha alegria

Vem, oh, fantasia
Arrasta a saia, rasga o dia
Meu passo é compasso na avenida
Teu riso que dança, trança, triste e sofrido

Se meu abandono
Em cinzas frias, amanhece
Mas o sangue não se cansa
Não se esquece de chamar

E eu abro alas, jogo lanças
Serpentinas de cores feridas
E rompo estandartes na avenida em dor
Sem céu, sem luz, sem sol, sem cor

Mas vem ou tudo ou nada
Meu entrudo, minha espera
Meus campos de guerra, vem, amada
De tanto que eu chamo, canto, peço e preciso

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir