Lembre-se

Elis Regina

exibições 5.914

Longe...
sombras desenhadas no horizonte
cavalos cobertos de ouro e bronze
vassalos de um rei de não onde
cavaleiros estrangeiros a bandeira do invasor
Noite...
e um tropel atravessa a fumaça
Tropas...
tropeçando num céu de fogo e prata
O mundo acabou de repente, quando a fumaça começava a dor começou
com o chicote, com as esporas, com as espadas
Terror das legiões das ambições e praças chagas no seio de uma terra abençoada
O céu desabou de repente, quando a gente levantava
o pó levantou sufocando quem vivia, respirava
Passou...
o tempo, mas não apagou a marca
Marcou...
nos corações, nas mentes e nas praças
Hoje...
na memória viva de uma raça
um pavor latente uma ameaça
e um canto maior que todo medo
espalhando amor por onde passa

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir