The Loss And Curse Of Reverence

Emperor


The Loss And Curse Of Reverence

Memories of torment strikes me
Attempts were made to suffocate me at birth
Fools
I was already ancient
Thou can not kill what breeds within Thee

Alas, this agony
The emptiness of earthborn pride
Hath stirred my faithful heart
Which guided me to darker paths
Far away from their pestilent ways
Cleansed was I from deceitful grace
Yet, put to scorn was I
By those unclean
Enslaved by ignorance
They blindly spat upon the deity of hate
Awake is the darkest fiend

By the fallen one I shall arise

Upon bewildered masses
To whom the indulgence of my soul
Portray as sin made god
I shall revile and quell the source
Whence mockery of my kind derive
This I know
Facile shalt my quest not come to pass
Deathwish be my gift to all at last

Honour
Commended no longer as virtue
Yet, shalt be extolled by light's demise

By the fallen one I shall arise

Believer
Speak not to me of justice
For none have I ever seen
By god, I shall give as I receive
Betrayer
Speak not to me at all
You and this world ripped my fucking heart out

Again...and again...and again...

A Perda e a Maldição da Reverência

Memórias de tormento me atingem
Tentativas foram feitas de me sufocar no nascimento
Tolos
Eu já era antigo
Você não pode matar aquilo que cresce dentro de si

Esta agonia
O vazio do orgulho nascido em terra
Mexeu com meu coração fiel
Que me guiou a caminhos mais obscuros
Bem longe dos caminhos pestilentos deles
Limpo estava eu da graça enganadora
Porém, posto ao desprezo eu fui
Por aqueles sujos
Escravizados pela ignorância
Eles cegamente cuspiram na divindade do ódio
Acordado está o mais obscuro demônio

Pelo decaído eu irei me levantar

Sobre massas confusas
Para quem a indulgência da minha alma
Retrata como pecado feito deus
Irei ultrajar e extinguir a fonte
De onde a zombaria da minha espécie deriva
Isto eu sei
Fácil minha jornada não será
Morte será meu presente a todos

Honra
Não mais elogiada como virtude
Porém, irá ser valorizada pela morte da luz

Pelo decaído eu irei me levantar

Crente
Não me fale de justiça
Porque nenhuma eu jamais vi
Por deus, eu darei como receber
Traidor
Não fale comigo sobre nada
Você e este mundo arrancaram a droga do meu coração

De novo... De novo... E de novo...

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Dicionário de pronúncia


Posts relacionados

Ver mais posts