Facade of Reality

Epica

exibições 43.173

Facade of Reality

(Sanguis meus tibi non iam perbibendus sit)
(Macula aeternitatis, nunquam detergenda
Quisnam surget et deteget, imaginem veritatis?)

People created religious inventions
To give their lives a glimmer of hope and to ease their fear of dying
And people created religious intentions
Only to feel superior and to have a license to kill

Our desire to die is stronger than all your desire for life
There is no getting away from it now, only true faith survives

People created religious inventions
To give their lives a glimmer of hope and to ease their fear of dying
And people created religious ascensions
To subject the others and to enslave just to further enrich themselves

Our desire to die is stronger than all your desire for life
There is no getting away from it now, only true faith survives
Our desire to die is stronger than all your desire for life
There is no getting away from it now, only true faith survives

This mass terrorism is the new evil in our world today
(It doesn't matter where we die
It doesn't matter that you cry
We'll take you with us
It doesn't matter where we die
It doesn't matter that you cry)
For those people who lost their lives on 11 September
And those that mourn them
Now is the time for the strength to build that community
Let that be their memorial

(A disgrace on the beyond)
(O servator, sempiterne, te grati coluimus
Odor atrox quo nos superfundis intolerabilis est)

Deceive yourself by yelding to soft words that cause no pain
Enrich yourself with different views learned without disdain
(A disgrace on the beyond that can never be undone
Who shall rise and unveil, the façade of Reality?)
Deceive yourself by yelding to soft words that cause no pain
Enrich yourself with different views learned without disdain

Is there still room for new dents in onde wrecks?
A disgrace on the beyond that can never be undone
Deceive yourself by yielding to soft words
Enrich yourself by making up your own mind
(Sanguis meus tibi non iam perbibendus sit)

A Fachada Da Realidade

De meu sangue tu já não te embebedas mais
Desgraça pela eternidade, Nunca será desfeita
Quem irá se levantar e descobrir A fachada da realidade?

Pessoas criaram invenções religiosas
Para dar às suas vidas um lampejo de esperança e para amenizar o seu medo de morrer
E pessoas criaram intenções religiosas
Apenas para se sentir superior E ter uma licença para matar

Nosso desejo de morrer é mais forte Que todo o seu desejo de viver
Não há como escapar disso agora, Apenas a verdadeira fé sobrevive

Pessoas criaram invenções religiosas
Para dar a suas vidas um lampejo de esperança e para amenizar o seu medo de morrer
E pessoas criaram ascensões religiosas
Para subjugar os outros e para escravizar apenas para enriquecer ainda mais a si mesmos

Nosso desejo de morrer é mais forte Que todo o seu desejo de viver
Não há como escapar disso agora, Apenas a verdadeira fé sobrevive
Nosso desejo de morrer é mais forte Que todo o seu desejo de viver
Não há como escapar disso agora, Apenas a verdadeira fé sobrevive

"Este terrorismo em massa é o novo mal Em nosso mundo atualmente." *
(Não importa onde morreremos
Não importa que você chore
Nós o levaremos conosco
Não importa onde morreremos
Não importa que você chore)
"Para estas pessoas que perderam suas vidas
Em 11 de setembro e aqueles que sofrem por eles;
Agora é a hora de ter força para construir Esta comunidade.
Deixe isso ser memorial deles *

(Uma desgraça no além)
Ó salvador perpétuo,
Te somos gratos por proteger-nos Do odor terrível sobre nós derramado Que insuportável é.

Engane a si próprio cedendo As palavras confortáveis que não causam dor
Enriqueça a si próprio com diferentes opiniões aprendidas sem desdém
(Uma desgraça no além Que nunca poderá ser desfeita.
Quem deverá ascender e desvendar a fachada da realidade?
Engane a si próprio cedendo As palavras confortáveis que não causam dor
Enriqueça a si próprio com diferentes opiniões aprendidas sem desdém

Ainda há lugar para novos talhos em velhos destroços?
Uma desgraça no além que jamais poderá ser desfeita
Engane a si próprio cedendo a palavras confortáveis
Enriqueça a si próprio fazendo sua própria opinião
(De meu sangue tu já não te embebedas mais)