exibições 154

Devi Morire (feat. J-Ax)

Fedez


Devi Morire (feat. J-Ax)

Perchè i bambini sanno essere crudeli
Devi morire
Devi morire
J-Ax, tutti mi dicevano
Devi morire
Devi morire
E lo dicono ancora
Ma sono ancora qui
Devi morire

Primo giorno nuova scuola
All'intervallo a calcio non giocavo
Mi illudevo di lavarmi via la puzza da sfigato
Osservavo un ricciolino che era un demone sul prato
Da come ordinava agli altri si capiva che era il capo
Ma la sfiga esiste
Mandò il pallone fuori campo tra i miei piedi
D'un tratto guardarono tutti quanti
Il ricciolino urla “faccia da ricchione muoviti e ridallo
Io fermo come un cervo davanti ai fari abbaglianti
Veniva verso me, io con la palla in mano
Quando fu ad un metro non so perchè
Ma la buttai lontano
Forse mi chiedevo a ribellarsi cosa si provasse
Ma provai un pugno in bocca ed il sapore del mio sangue
Mentre mi sputava addosso
Fissavo le mie scarpe, ridevano tutti anche le ragazze
Non ero gay o straniero ma trattato uguale
Per questo so cosa prova la preda è l'agnello sacrificale

Sappiamo come ci si sente
quando la luce poi si spegne
se dopo il cielo non c'è niente
Restano qui
Tutte le paure che hai
Chissà se sarà vero
Che la vita è come un treno
E forse a quanto pare a noi ci ha preso in pieno
Siamo vivi nonostante ci dicevano
Devi morire
Devi morire

Mi sfottevano e pestavano, io non alzavo un dito
Anno dopo anno ho iniziato a odiarmi e farmi schifo
Un verme inerme neanche degno di uno sguardo
Pensavo è tutta colpa mia che son debole e codardo
Ogni giorno uno spintone nuovo mi buttava a terra
Stavo in classe con i vestiti sporchi di erba e di merda
Pranzavo nascosto al cesso con la puzza di piscio
Ed ero sempre nei casini e agli altri andava tutto liscio
Come l'olio nei capelli che non mi lavavo mai
Fantasticavo di ammazzarli tutti stile Columbine
I grandi non vedono, fanno finta, nessuno ti aiuta
Si impara l'omertà e a trovare sempre una scusa
Per gli occhi neri o per le labbra gonfie
La prof muta che altrimenti poi le tagliano le gomme
Poi a casa con lo zaino rotto e la maglia strappata
Mamma che ti mena e urla sai quanto m'è costata

Sappiamo come ci si sente
Quando la luce poi si spegne
Se dopo il cielo non c'è niente
Restano qui
Tutte le paure che hai
Chissà se sarà vero
Che la vita è come un treno
E forse a quanto pare a noi ci ha preso in pieno
Siamo vivi nonostante ci dicevano
Devi morire
Devi morire

Ed illuso che alla fine a certi stronzi pensi il karma
Ho cercato su Facebook il profilo del ricciolino
Lo immaginavo con dei precedenti, senza denti
Invece è in forma, anzi ha una moglie figa
Un buon lavoro e un bel bambino
Nella lista dei suoi amici c'è chi pensavo lo schifasse
Il mio primo amico, il primo amore e la mia classe
Pubblica le foto in birreria col sindaco ed il prete
Qualche stronzo ci commenta sotto sei il più bello del paese
E' re di una provincia boia fabbrica di noia che
Partorisce fascistelli da brava mamma troia
E dopo tutti questi anni zio la cosa che mi infoia
E' che dovrei dimenticarlo e invece spero ch'egli muoia
Non m'ha formato il carattere come in giro si dice
Piuttosto m'ha lasciato una cicatrice nella psiche
Ora ho i mezzi per rimuoverla come l'appendicite
Ma magari un giorno gli sparo poi vado in galera felice

Devi morire
Devi morire
Devi morire
Devi morire
Sappiamo come ci si sente
quando la luce poi si spegne
se dopo il cielo non c'è niente
Restano qui
Tutte le paure che hai
Chissà se sarà vero
Che la vita è come un treno
E forse a quanto pare a noi ci ha preso in pieno
Siamo vivi nonostante ci dicevano
Devi morire
Devi morire

Devi Morire (feat. J-Axe)

Porque as crianças podem ser cruéis
Você deve morrer
Você deve morrer
J-Axe, todo mundo me disse
Você deve morrer
Você deve morrer
E eles ainda dizem isso
Mas ainda estou aqui
Você deve morrer

Primeiro dia nova escola
Eu não joguei no intervalo do futebol
Eu me iludi para lavar o cheiro de má sorte
Eu estava olhando para um ricciolino que era um demônio no gramado
De como ele ordenou aos outros, entendeu-se que ele era o líder
Mas o azar existe
Ele mandou a bola para fora do caminho entre meus pés
De repente, todos se olharam
O ricciolino grita "cara ricchione se move e devolve
Paro como um cervo na frente dos deslumbrantes faróis
Ele veio em minha direção, eu com a bola na mão
Quando era um metro eu não sei porque
Mas eu joguei ela fora
Talvez eu estivesse me perguntando para me rebelar como era
Mas eu soquei na boca e o gosto do meu sangue
Enquanto ele cuspiu em mim
Eu olhei para os meus sapatos, todas as garotas riram também
Eu não era gay ou estrangeira, mas tratava da mesma forma
Então eu sei como é a presa, o cordeiro sacrificial

Nós sabemos como se sente
quando a luz se apaga
se não há nada depois do céu
Eles ficam aqui
Todos os medos que você tem
Eu me pergunto se isso será verdade
Que a vida é como um trem
E talvez nos pareça que ele aproveitou ao máximo
Estamos vivos apesar de nos dizer
Você deve morrer
Você deve morrer

Eles flertaram e me bateram, eu não levantei um dedo
Ano após ano comecei a me odiar e a adoecer
Um verme indefeso nem digno de um olhar
Eu pensei que é tudo culpa minha que eu sou fraco e covarde
Todo dia um novo impulso me jogou no chão
Eu estava na sala de aula com roupas sujas de grama e merda
Eu tive um almoço escondido no banheiro com o cheiro de mijo
E eu estava sempre com problemas e os outros iam bem
Como o óleo no meu cabelo eu nunca lavei
Eu estava emocionado por matar todos eles estilo Columbine
Os grandes não veem, eles fingem, ninguém te ajuda
Você aprende o silêncio e sempre encontra uma desculpa
Para olhos negros ou lábios inchados
O esboço muda, caso contrário, eles cortam os pneus
Então, em casa com uma mochila quebrada e uma camisa rasgada
Mamãe que te faz gritar e você sabe o quanto isso me custou

Nós sabemos como se sente
Quando a luz se apaga
Se não há nada depois do céu
Eles ficam aqui
Todos os medos que você tem
Eu me pergunto se isso será verdade
Que a vida é como um trem
E talvez nos pareça que ele aproveitou ao máximo
Estamos vivos apesar de nos dizer
Você deve morrer
Você deve morrer

E iludido que no final certos babacas pensam karma
Procurei o perfil do ricciolino no Facebook
Eu imaginei isso com os anteriores, sem dentes
Em vez disso ele está apto, em vez disso ele tem uma esposa buceta
Um bom trabalho e um lindo bebê
Na lista de seus amigos há aqueles que pensaram que eu estava enojado
Meu primeiro amigo, meu primeiro amor e minha aula
Publique fotos na cervejaria com o prefeito e o padre
Alguns comentários imbecis para nós abaixo de você são os mais bonitos do país
Ele é o rei de uma província, um carrasco de tédio
Ele dá à luz a fascistelli como uma boa mãe sacanagem
E depois de todos esses anos tio, o que me informa
É que eu deveria esquecer isso e, em vez disso, espero que ele morra
Eu não formei o personagem como é dito ao redor
Em vez disso ele me deixou uma cicatriz na psique
Agora eu tenho os meios para removê-lo como apendicite
Mas talvez um dia eu atire nele, então eu vou para a cadeia feliz

Você deve morrer
Você deve morrer
Você deve morrer
Você deve morrer
Nós sabemos como se sente
quando a luz se apaga
se não há nada depois do céu
Eles ficam aqui
Todos os medos que você tem
Eu me pergunto se isso será verdade
Que a vida é como um trem
E talvez nos pareça que ele aproveitou ao máximo
Estamos vivos apesar de nos dizer
Você deve morrer
Você deve morrer

tradução automática via Revisar tradução
Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Enviar
Composição: Alessandro Aleotti / Alessandro Merli / Davide Petrella / Fabio Clemente. Essa informação está errada? Nos avise.

Posts relacionados

Ver mais no Blog