Quando não há luar, ventos vem sussurrar
Medo e calafrio, singram o remanso do rio

O sobrenatural brota das águas
Ipupiara, a criatura encantada

Traz a dor e o temor a quem profanar sua legião
Vem caçar e flechar muito além da imaginação

Homem-peixe gigantesco que emerge das pronfudezas
Semeando agonia e desespero
Flechando a alma das caboclas

Guelras tucunaré
Mandíbulas de tambaqui
Ferrão de arraia
Escamas douradas
De aruanã, de aruanã

Seus olhos refletem nas águas
Seu arco é espinha de prata

A criatura flutua e avança sobre o mureru
Caboclos evocam mãe d'água
Então a bela amansa a fera
Que adormece em paz
Na Atlântida amazônica

Ipupiara, Ipupiara
A fera encantada do fundo do rio

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Demetrios Haidos / Geandro Pantoja / Jacinto Rebelo / Rossy Carmo · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Yuri
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.