The Carpet Crawlers

Genesis


The Carpet Crawlers

There is lambswool under my naked feet
The wool is soft and warm
Gives off some kind of heat
A salamander scurries into flame to be destroyed
Imaginary creatures are trapped in birth on celluloid
The fleas cling to the golden fleece
Hoping they'll find peace
Each thought and gesture are caught in celluloid
There's no hiding in memory
There's no room to avoid

The crawlers cover the floor in the red ochre corridor
For my second sight of people, they've more lifeblood than before
They're moving in time to a heavy wooden door
Where the needle's eye is winking, closing on the poor
The carpet crawlers heed their callers
We've got to get in to get out
We've got to get in to get out
We've got to get in to get out

There's only one direction in the faces that I see
It's upward to the ceiling, where the chamber's said to be
Like the forest fight for sunlight, that takes root in every tree
They are pulled up by the magnet, believing they're free
The carpet crawlers heed their callers
We've got to get in to get out
We've got to get in to get out
We've got to get in to get out

Mild-mannered supermen are held in kryptonite
And the wise and foolish virgins giggle with their bodies glowing bright
Through the door a harvest feast is lit by candlelight
It's the bottom of a staircase that spirals out of sight
The carpet crawlers heed their callers
We've got to get in to get out
We've got to get in to get out
We've got to get in to get out

The porcelain mannikin with shattered skin fears attack
And the eager pack lift up their pitchers - they carry all they lack
The liquid has congealed, which has seeped out through the crack
And the tickler takes his stickleback
The carpet crawlers heed their callers
We've got to get in to get outWe've got to get in to get out
We've got to get in to get out

Rastejadores do Tapete

Tem lã de cordeiro embaixo dos meus pés descalços
A lã é macia e quente
Emite algum tipo de calor
Uma salamandra em chamas para ser destruída
Criaturas imaginarias capturadas ao nascer no celuloide
As pulgas se agarram ao velocino de ouro
Esperando que eles encontrem paz
Cada pensamento e gesto são capturados em celuloide
Sem esconderijo na memória
Sem espaço para escapar

Os rastejadores cobrem o chão no corredor vermelho ocre
Por minha segunda opinião das pessoas, eles tem mais vida do que antes
Eles se movem no tempo para uma pesada porta de madeira
Onde o olho da incitação esta piscando, fechando para os pobres
Os rastejadores do tapete atendem seus chamados
Nós temos que entrar para escapar
Nós temos que entrar para escapar
Nós temos que entrar para escapar

Só existe um sentido nos rostos que eu vejo
Está acima do forro, onde disse estar os quartos
Como a floresta luta pela luz do sol, que cria raízes em todas as árvores
Elas são puxados pelo ímã, acreditando que são livres
Os rastejadores do tapete atendem seus chamados
Nós temos que entrar para escapar
Nós temos que entrar para escapar
Nós temos que entrar para escapar

Super homens de modos suaves estão dominados na kriptonita
E prudentes e tolas virgens gargalham com seus corpos ardendo de desejos
Através da porta uma festa da colheita é iluminada por um candeeiro
No inicio da escada que foge a visão em espiral
Os rastejadores do tapete atendem seus chamados
Nós temos que entrar para escapar
Nós temos que entrar para escapar
Nós temos que entrar para escapar

Os manequins de porcelana com a pele estilhaçada por ataque de medo
E o ávido bando eleva seus jarros? Eles carregam todas suas carências
O liquido tinha congelado, o qual foi filtrado através da rachadura
E o provocador de cócegas traz sua persistência de volta
Os rastejadores do tapete atendem seus chamados
Nós temos que entrar para escapar
Nós temos que entrar para escapar

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Mike Rutherford / Peter Gabriel / Phil Collins / Steve Hackett / Tony Banks. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por Camila e traduzida por Otávio. Legendado por Rodrigo. Revisão por Glória. Viu algum erro? Envie uma revisão.


Posts relacionados

Ver mais no Blog