Dos Arbolitos

Ginette Acevedo

exibições 88
tradução automatica via Revisar tradução

Dos Arbolitos

Han nacido en mi rancho dos arbolitos,
Dos arbolitos que parecen gemelos,
Yo desde mi casita los veo solitos,
Bajo el amparo santo y azul del cielo.

Nunca están separados uno del otro,
Porque así quiso dios que los dos nacieran
Y con sus mismas ramas se hacen caricias,
Como si fueran novios que se quisieran.

Arbolito, arbolito, bajo tu sombra,
Voy a esperar que el día cansado muera
Y cuando estoy solita mirando al cielo,
Pido pa' que me manden mi compañero.

Arbolito, arbolito, me siento sola,
Quiero que me acompañes hasta que muera.

Música.

Arbolito, arbolito, bajo tu sombra,
Voy a esperar que el día cansado muera
Y cuando estoy solita mirando al cielo,
Pido pa' que me manden mi compañero.

Arbolito, arbolito, me siento sola,
Quiero que me acompañes hasta que muera.

Dia de Cão

O dia surge para liberar a minha raiva
Leva a luta para outro caminho
Cara a cara com o lobo faminto
Vou dar uma mordida outro dia

Um copo ou dois para encher a minha doença
Compartilhado com meus amigos e companheiros
Outra dose e eu fico acabado
Será que este dia nunca acabar?

Me desligue, me acorde amanhã
Ligue-me, coloque-me fora deste

Dia de cão
Dia de cão
Promessas de retribuição
Dia de cão
Dia de cão
Promessas de retribuição

Tudo que eu preciso é encontrar algum abrigo
Siga os cães e tudo vai ficar bem
A árvore mais alta, suba mais alto
Esta desgraça não vai ser minha

Me desligue, me acorde amanhã
Ligue-me, coloque-me fora deste

Dia de cão
Dia de cão
Promessas de retribuição
Dia de cão
Dia de cão
Promessas de retribuição

Promessas de retribuição
Promessas de retribuição
Promessas de retribuição
Promessas de retribuição

Original Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Enviar