Oronero

Parlano di me
Una donna facile
Con le difficoltà
Di un giorno semplice

Parlano di te
Che sei fragile
Ma cammini a testa alta
Senza chiedere

Parlano di lui
Uno stronzo senza fine
Che si perde sotto le prime luci di aprile

Dicono di me che rimarrò da sola
Ma ne tempo ho scelto e so che ne rimarrà una di me
Una di me

Parlano di te che non hai regole
La gente parla quando non ascolta neanche se
Parlano di me che non mi amo davvero
Ma una carezza sul mio viso è il mio primo pensiero

Parlano di noi
Che abbiamo tutti contro
Ma tu sei come me so che rimarrai al mio fianco

Dicono di me
Non sono più com’ero
E questa sono io
E loro sono oro nero
Oro nero
Oro nero

Parlano di te
Un uomo che si perde
Ma dà un abbraccio
Alla vita che poi li protegge

Parlano di lei
Una donna senza cuore
Ma che chiede solamente di trovare amore

Dicono di me che non so consolare
Ma sono qui davanti a te e mi prendo il tuo dolore

Parla un po’ con me
Che sono come te
E le parole sono armi e sanno fare male

Devi saperle usare

Parlano di te
Che non hai regole
La gente giudica e non sa neanche lei perché

Parlano di me
Che non mi amo davvero
Ma una carezza sul mio viso
La vorrei sul serio

Parlano di noi
Che abbiamo tutti contro
Ma tu sei come me so che rimarrai al mio fianco

Dicono di me
Non sono più com’ero
E questa sono io
Non lo voglio l’oro nero
Oro nero
Oro nero

Parlano di te che tu non puoi cambiare
Ma nella vita hai fatto passi per potere amare
Parlano di me
Ci credo per davvero
Le tue parole son oro
Basta, oro nero

Ouro Negro

Falam de mim
Uma mulher fácil
Com as dificuldades
De um simples dia

Falam de você
Que você é frágil
Mas caminhas de cabeça erguida
Sem questionar

Falam dele
Um idiota sem fim
Que se perde sobre a primeira luz de Abril

Dizem de mim, que eu ficarei sozinha
Mas com o tempo eu escolhi e sei que ficará uma de mim
Uma de mim

Falam de você, que não tem regras
As pessoas falam quando não escutam nem mesmo a si
Falam de mim, que não me amo de verdade
Mas um carinho sobre meu rosto é meu primeiro pensamento

Falam de nós
Que temos todos contra
Mas você é como eu e sei que ficará ao meu lado

Dizem de mim
Não sou mais como era
E esta sou eu
E eles são ouro negro
Ouro negro
Ouro negro

Falam de você
Um homem que se perde
Mas dá um abraço
A vida que depois lhe protege

Falam dela
Uma mulher sem coração
Mas que pede somente para encontrar amor

Dizem de mim, que não sei consolar
Mas estou aqui de frente a você e me envolvo com a sua dor

Fale um pouco comigo
Que sou como você
E as palavras são ares e sabem fazer mal

Deve saber usá-las

Falam de você
Que não há regras
As pessoas julgam e nem elas sabem o porquê

Falam de mim
Que não me amo de verdade
Mas um carinho sobre meu rosto
Eu realmente quero

Falam de nós
Que temos todos contra
Mas você é como eu e sei que ficará ao meu lado

Dizem de mim
Não sou mais como era
E esta sou eu
Não te quero ouro negro
Ouro negro
Ouro negro

Falam de você, que você não pode mudar
Mas na vida tem dado passos para poder amar
Falam de mim
Eu acredito de verdade
As suas palavras para mim são ouro
Chega, ouro negro

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir