exibições 1.007

Para Jackson e Almira

Guinga


Para "Jackinha" Garrincha do pandeiro
Ave Maria meu Deus de tanto dom
Rumba no coco um fox bem ligeiro
Ai ventania mais forte do sertão

José ventou lá no terreiro
Ave confusão !
Correu notícia de banzeiro,insinuação
Kafkiano brasileiro,
Suingue na mão
O tal de "Rockson" tinha bebops na imaginação
Não havia poucos que batessem coco mais que sua mão

Dos lados de lá
O Paraíba

Põe catuaba no pandeiro
Afasta a onça com bicho- carpinteiro
Nascia o samba mais triste do Baião
Depois de conquistar a seca, vendo a multidão
Entrou na cauda do cometa da
Inspiração
Roubou Almira "Julieta"
O seu coração

E a "Gordurinha" parece que tinha

A motivação
Lascava o mambo
Mangando o pescoço
Inseminação:
Rumba no Arrasta-pé
Assim..."comequié"?

Este é o povo brasileiro
Soa tragédia no couro do pandeiro
Talvez a música não caiba nesse mundo e
A capoeira vai bater no catimbó

Hoje o nordeste já está em Copacabana
O Maanape em havana e Jiguê no Igexá
Macunaíma da memória não se apaga
Estreou com Luis Gonzaga
No J-a-c-k não vai parar
Agora eu canto com Jackson do Pandeiro
Gingo meu Coco de Almira e Iemanjá
Enquanto a vida não leva esse festeiro
Mestre Pandeiro seu canto eu vou levar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir