Quem É Ela?

Haikaiss

exibições 343.857

[SPVIC]
Clássica, pra variar bem mais velha
Contei por cada tattoo e o desviar do olhar, séria!
Como quem quer férias com alguém da banca
Que não perde tempo ou ronca
Quem só fala não dá conta dela
Com alguns contatos na favela
Baladas trash ou aquela Clash, com teu cash, long neck Stella
Maloca agora é capa de revista, monta marca e vai pra pista
Se não arrisca o tempo passa, skatista
Concentrada em cada vírgula do meu discurso
Com a mesma expressão suave, singular refúgio
Dos meus olhos guardo cada flash
Dos seus olhos, acontece!
Amanhece, é outono, eu e ela rumo à Roma
À vontade, com vontade, toda tarde a gente fuma junto
Dinheiro não é mais problema, já escrevo a cena
O que desejo, vejo, almejo em efeito Katrina
Deixou de ser mina, linda, pés no chão
Brinda e presta atenção que a vida é uma constante questão
Um instante é o suficiente pra sua mente tropeçar no coração
Me entende? Se sim, me dá sua mão
Química imediata, curto mulher chata
Que cisma, vários defeitos, mas me mima saca?
Então vem, vem, vem que tem
E nem se assusta com os amigos que dinheiro eles tem também

Quem é ela?
Vestido curto, corte novo, Prada
Quem é ela?
Tecido claro, Dior em pele parda
Quem é ela?
Bom gosto, hein? Tô disposto, vem cá
Vou te apresentar o que é São Paulo!

Quem é ela?
Vestido curto, corte novo, Prada
Quem é ela?
Tecido claro, Dior em pele parda
Quem é ela?
Bom gosto, hein? Tô disposto, vem cá
Vou te apresentar o que é São Paulo!

No melhor estilo, a tendência é nós
Escuta a voz do Sapiência e eu te conto o após
Estilo social, marginal, chique
Mas dessa vez é na versão SPVIC
Sem telefone, nem pergunta de outro nome
Curte a festa, dança a festa, a la A Tribe, Kanye West
Pete Rock, 9th, hora do nacional agora
De Racionais à Haikaiss, de Dina Dee à Flora
Da hora, é máfia de várias quebrada a fora
Vários de mili anos, vários chegando agora
Vários tão só improvisando, vários criando escola
Mas só quem respira rap desde moleque comemora
E você gata, vamo vira o vinil
Tão pouco tempo pra explicar e ainda rimando então: xiu
Dois, zero, um, zero
Intero mais essa sessão com meu irmão também sincero

[Spinardi]
Olhe em volta, problemas que emendam em problemas
Conturbações roubam cenas, dilemas travam sistemas
Eu quero um trago pra ver se modifico esse tema
Captação traz a antena pra agilizar meu esquema
Com aquela ali, eu digo aquela, aquela que sorri
A que se mexe e provoca, uma sensação faz sentir
Diferente, contente o olhar que foca e desvia
Mas todavia ela ria, se aproximava, queria
Mais dois minutos curtos, veio então o tal isolamento
A concorrência, lamento, ocasião do momento
Lembro do vento que batia, que o copo da mão caía
Mão boba que se atrevia, o vestido dela subia até a calcinha
Olhou, me arrancou a camiseta
Garota que pra essas horas nem liga pra etiqueta
Garota que não rejeita, aceita, não quer desfeita
Receita que vem com classe, atitudes que criam fazes
Mas o que será que ela vai pensar de mim?
Mas o que será que ela vai falar de mim?
Ela diz "cê faz bem o estilo que eu amo"
Então pensei "vem comigo, vamo, samba que eu gamo"
Daqui pra frente, sei lá, só tenho uma certeza
Ouvi dizer que as maravilhas se encontram nas profundezas

[SPVIC]
Quem é ela?
Vestido curto, corte novo, Prada
Quem é ela?
Tecido claro, Dior em pele parda
Quem é ela?
Bom gosto, hein? Tô disposto, vem cá
Vou te apresentar o que é São Paulo!

Quem é ela?
Vestido curto, corte novo, Prada
Quem é ela?
Tecido claro, Dior em pele parda
Quem é ela?
Bom gosto, hein? Tô disposto, vem cá
Vou te apresentar o que é São Paulo!

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Spvic, Spinardi · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Johan, Legendado por Gabriela e Felipe
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.