exibições 10.389

Rap da Crueldade

Hermes e Renato


Aí mano, eh cara para com essas paradinhas de gay
Rap não é isso não viu?
Para de ser comédia, vô te dá é uma gaveta gelada procê
Te furo os zóio meu, e pode se agora, rap verdadeiro nacional

Batatinha quando nasce esparrama pelo chão
Mamãe de AR-15 papai de três oitão (BUM)
Eu tava na cadeia e era dia de natal
Inves de comer peruuu...(ahã) ...os mano comeram o meu cuuuuuu
(aí, comeram o cu dele, coitado)

Fui no tororó beber água não achei
Achei foi um presunto era o mano Wanderlei (BUM)
E com uma fome de leão botei ele no pão
Pão com presunto (que delícia), pão com defunto (he he)
Descansa em paz mano Wanderlei, tá tudo "baum"

Aí fui arranhado e tinha um gato de meu lado
Atirei o pau no gato (BUM, BUM, BUM, BUM)
Gato de Elite, gato Siamês
Botei um gato de Burguês, de madame

Tapa na cara da burguesia, são do inferno mano
Ciranda, cirandinha vamos todos cirandar
Odeio cirandinha prefiro amarelinha
Brincadeira de periferia
A nossa verdadeira brincadeira de rua

Refrão:

Ouça seu amigo
Farinha só de trigo
Ouça seu amigo

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir