Em cada rua um rosto, em cada rosto a mesma angústia
Ser mais um em 1 milhão a ter a mesma dúvida
Será que vale a pena, será que tanto faz?
Será uma peça a mais dessa máquina voraz?
Não há tempo a perder
As engrenagens não podem parar
Não há tempo pra pensar
Não há tempo pra sofrer
A cidade não para, a cidade não para, a cidade não para
A cidade não para, a cidade não para, a cidade não para
A cidade cresce para todos os lados
Devorando e engolindo todos os espaços
Será que existe um lugar onde se vive em paz?
Sufocado, acuado, encurralado
Por todos os lados há gente demais
Ninguém cai fora daqui, será que o caos nos satisfaz?

Não há tempo a perder
As engrenagens não podem parar
Não há tempo pra pensar
Não há tempo pra sofrer
A cidade não para, a cidade não para, a cidade não para
A cidade não para, a cidade não para, a cidade não para

A cidade não tem tempo pra entender
A cidade não tem tempo pra sonhar
A cidade não tem tempo para perder
A cidade não tem tempo para viver
A cidade não para, a cidade não para, a cidade não para
A cidade não para, a cidade não para, a cidade não para

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir