exibições 492
Foto do artista Itou Kanako

Fake Me

uchuu no hate no koto shitteru yo
soko wa GARASU bari no ikidomari
GARASU no mukou gawa soko ni mieru keshiki wa
me wo tojiteru toki ni mieru mono to onaji

hataki tsudzukeru shin no RIZUMU ga midare hajimeta nara
yowaki na koe wa nigeba wo ushinai mata kono basho ni kaeru dake
iki to shi ikeru subete no mono ga taida na zatsunen ni
umore yuku nara jibun no sonzai mo keseru kana?

boku-tachi no BAIO RIZUMU ga moshi tokubetsu na mono nara
kioku no PETEN mo uragiri no yume mo ri ni kanau you ni tsunagaru
nee, moshimo tokidoki miseru kimi no ano egao sae mo
haribote no you ni kuzurete iku nara mutsuu ni Time goes on
Everything sono me Logical dare no me?
hajimatta PUREI

"ima" ga doko ni aru ka shitteru yo
honto wa "ima" nante sonzai sezu
"ima" to yonda toki ni sore wa "kako" ni naru kara
donna bamen sae mo zero ni hitoshii mono

ikuenimo naru kaisou sekai kinkou wo yabutte
umiotosareta hizumi no shoumei tsubasa sae mo motanu akuma
hoshi no narabi ga unmei naraba somuki you mo nakute
genjitsu teki na ishiki to iu zankoku na PARUSU

boku-tachi ni furisosogu no wa ame no you ni yasashii no ni
nukumori no giwaku azamuki no kotoba kakushin teki na kousou
nee, "kodoku" no imi no naka ni sabishisa wo mitsukerarezu
tojikometa shikou amami na yokubou sube naku Time goes on
Everything sono me Logical dare no me?
hajimatta GEEMU

boku-tachi no BAIO RIZUMU ga moshi tokubetsu na mono nara
kioku no PETEN mo uragiri no yume mo ri ni kanau you ni tsunagaru
nee, moshimo tokidoki miseru kimi no ano egao sae mo
haribote no you ni kuzurete iku nara mutsuu ni Time goes on
Everything sono me Logical dare no me?
hajimatta PUREI

Falsifique-me

Eu conheço sobre os fins do universo
Existe um transparente beco sem saída
No outro lado do vidro, o cenário é ali visível
É sempre a mesma coisa quando fecho meus olhos

Se o ritmo de seu coração que continua á bater começa a diminuir
Então sua voz decadente perde o refujo e apenas retorna denovo a este lugar
Se todo e cada existência é enterrada em razões ociosas
Então você pode apagar a sua própria existência, não?

Se nosso biorritmo é algo especial
Então os enganos das memórias e sonhos de traição estão conectados por algum motivo
Hey, se mesmo esse seu sorriso que aparece de vez enquanto
Está a desintegrar como papel-machê, então indolorosamente, O tempo passa
Tudo, os cujo olhos, Lógico, estes olhos são?
A partida começou

Eu sei onde "agora" está
A verdade é que, "agora" não pode existir
Porque enquanto chamado "agora", torna-se o "passado"
Em qualquer situação, é algo igual a zero

Desmoralizando o equilíbrio do mundo extremamente hierárquico
É a prova da a distorção que foi gerada, um demônio que nem sequer possui asas
Se o alinhar das estrelas foi o destino, então nunca tentarei desobedece-lo
E existe uma cruel pulsação conhecida como prática percepção

O que jorram sobre nós, embora sejam delicadas como a chuva
São a suspeita do entusiasmo, palavras de fraude, e idéias inovadoras
Hey, incapaz de isolar-se entre o significado da "solidão"
Meu pensar está bloqueado, meu desejo é amoroso, e poderoso, O tempo passa
Tudo, os cujo olhos, Lógico, estes olhos são?
O jogo começou

Se nosso biorritmo é algo especial
Então os enganos das memórias e sonhos de traição estão conectados por algum motivo
Hey, se mesmo esse seu sorriso que aparece de vez enquanto
Está a desintegrar como papel-machê, então indolorosamente, O tempo passa
Tudo, os cujo olhos, Lógico, estes olhos são?
A partida começou