Find the blue

Itou Kanako

exibições 863

Find the blue

KAOSU ni naru owari no nai itami wo kakaete
egakeru yume wa? Ah

hitomi ni utsuru fukusayoude AUTORAIN wo tadottemiru
sakebu kotoba mo inoru taishou mo nakute
hikari ga zou wo musubu youna fushigi na made no AAKITEKUCHA
uragiri ni nita sono kouzu ni mo
me wo sorashita shiranai furishita

imasono「shisen」ga ishiki no naka e tobikomu
wazukana「riron」ga kodou no RIZUMU kakimidasu kara
sarigenai kono kuuki, arienai kono kyori mo
sono「shihai」ga koushite kansen wo hajimeru kara

boku wa mata

KAOSU ni naru owari no nai itami wo kakaete
dare ni mo furerarenai mayaku ni nita kaihi ERIA
BIRU no sukima kiri torareta chiisana sora ni
egakeru yume wa? Ah.... kotae wa nai no sa
I fall into the new world sore wa totsuzen
rasenjou ni kurikaesu NOIZU
togire souna hikari to Find the blue

miezaru MONO wa kaze no gotoki shikaku no sumide tada samayou
POKETTO no naka wa yume mo mayoi mo nakute
donna kotoba mo hagare ochite bonnou dake ni tsuiyashiteru 
kanashimi sae mo taita ni kakete
mutsuu ni natte tsuyogattarishite

ima kioku ni aru keshiki wo jun ni narabete
atama ni korogaru chiisana PIISU tsunagete mireba
nanigenai ano bamen, imi no nai ano kotoba
sono subete ga konna ni yugande mietari suru kara

boku wa mata
KAOSU ni naru aragaenai jikuu ni toraware
yume utsutsu maboroshi ka ochite yuku ASHIDDOERIA
sekai wa ima GUREI ni naru sono suushiki ni wa
mirai no imi mo Ah... kotae wa nai kara
I fall into the new world sore wa totsuzen
fui ni miseta ibitsu na rakuen
kogoe souna keshiki to Find the blue

KAOSU ni naru owari no nai itami wo kakaete
dare ni mo furerarenai mayaku ni nita kaihi ERIA
BIIRU no sukima kiri torareta chiisana sora ni
egakeru yume wa? Ah.... kotae wa nai no sa
I fall into the new world sore wa totsuzen
rasenjou ni kurikaesu NOIZU
togire souna hikari to Find the blue

Encontre o Azul

Transformando-se em caos e carregando a dor eterna
O que é o sonho pintado? Ah

Como se seguisse as linhas em volta do reflexo dos olhos
Sem palavras de choro ou desejos
Como a luz em uma estátua, uma misteriosa arquitetura
Similar a uma traição, até mesmo essa composição
Desviou seu olhar, aparecendo desconhecida

Agora esse olhar mergulha em volta da consciência
Graças a uma pequena teoria que perturba o ritmo da batida
Esse ar despreocupado, essa distância inacreditável
Por causa dessa regra a infecção se espalha

Eu, novamente

Transformando-se em caos e carregando a dor eterna
A área evasiva, semelhante à uma droga, é intocável
Atrás da fenda de uma construção, um pequeno céu
O que é o sonho pintado? Ah... Não existe resposta
Caio, subitamente, em um novo mundo
O repetitivo barulho espiral
Como uma luz interrompida, encontra o azul

O invisível meramente anda no canto da visão, como se fosse o vento
Em um bolso onde não há sonhos ou dúvidas
Mesmo as palavras desperdiçadas pela paixão, caem, como esperado
Mesmo a tristeza mantém-se inquieta
Tornando-se indolor, blefando

Alinhando o cenário nas memórias, uma por uma
Se pudesse conectar às pecinhas rolando na mente
Aquela cena despreocupada e palavras sem sentido
Seriam, todas elas, distorcidas dessa maneira?

Eu, novamente
Me transformo no caos, preso no irresistível tempo-espaço
Adormeço na área ácida
O mundo se torna acinzentado por essa fórmula
O futuro também significa, ah... Não há resposta
Caio, subitamente, em um novo mundo
Vejo, inesperadamente, um paraíso distorcido
Como um cenário congelado, e encontro o azul

Transformo em caos e carrego a dor eterna
A área evasiva, semelhante à uma droga, é intocável
Atrás da fenda de uma construção, um pequeno céu
O que é o sonho pintado? Ah... Não existe resposta
Caio, subitamente, em um novo mundo
O repetitivo barulho espiral
Como uma luz interrompida, encontra o azul