Anata No Eranda Kono Toki Wo

Itou Kanako

exibições 197

Anata No Eranda Kono Toki Wo

Karamatta ito ga kishimi atte mujun teiku wo uwagaki suru
Rifujin wa itsuka konsen shite ai mo mirai sae mo koroshite yuku
Bamen goto ni ukande kuru kizuna mitaina sono zenbu ga
Mabushii hodo kagayai teru bajji ni shirushita kakegae nai mono
I believe it

Flyaway sekai wa owari ga hajimaru
Futsugouna asu wo nomikonde ku
Loneliness kodoku no dejavu ni toraware
Kaisen wa yagate tachikira reta
Ichiga kiete zeroni naru ishiki no surikae
Anata no me wa ima nani wo utsushi teru no?
Kioku no kanata de yobi au koe kareinaru seijaku no shihai
Taneakashi no nai tejina no youni yume mo kanousei mo koroshite yuku

Riyuu mo naku fuan ni nari mujakina toki ga itoshiku naru
Tsunagatteru sono shouko wa bajji ni shirushita kakegae nai mono
I believe it
Flyaway anata ga tadotta keshiki wa
Soutei wo koeru itamidatta
Loneliness soredemo kanjite irukara
Tobikomeru soune anata no youni
Mugen kai ni kurikaesu jikan no kousaku
Ano hi kureta “shoumei” ga tsuyosa ni naru

Flyaway sekai wa owari ga hajimaru
Futsugouna asu wo nomikonde ku
Loneliness kodoku no dejavu ni toraware
Kaisen wa yagate tachikira reta
Ichiga kiete zeroni naru ishiki no surikae
Anata no me wa ima nani wo utsushi teru no?

Este Tempo Escolhido Por Você

Os laços entrelaçados rangem ao se encontrar, escrevendo sobre a contradição
O irracional irá atravessar algum dia, matando coisas como amor e futuro em seu caminho
A cada cena destacada, todas as coisas parecem amarras
Brilha tão forte, piscando, é insubstituível, gravado em uma insígnia
Eu acredito

Voe para longe, o fim do mundo começou
Engolindo as inconveniências do amanhã
Solidão, eu sou pego em um dejá vu de solidão
Os circuitos estão próximos de ser cortados
Quando o um desaparece e se torna o zero, a consciência é sobrescrita
O que seus olhos refletem agora?
Além das memórias, vozes podem ser ouvidas do esplêndido reger do silêncio
Assim como uma prestidigitação sem qualquer truque sonhos e probabilidades são mortos

Ansiedade surge de lugar nenhum e eu passo a amar os tempos imutáveis
Todas estas provas entrelaçam uns aos outros, elas são insubstituíveis, gravadas em uma insígnia
Eu acredito
Voe para longe, para a paisagem certeira que você perseguiu
A dor excedendo suposições
Solidão, mesmo assim eu ainda posso sentir
Mergulhando tão profundamente, assim como você
A tranca interna de novo e de novo, infinitamente
A prova dada a mim naquele dia se transformou em força

Voe para longe, o fim do mundo começou
Engolindo as inconveniências do amanhã
Solidão, eu sou pego em um dejá vu de solidão
Os circuitos estão próximos de ser cortados
Quando o um desaparece e se torna o zero, a consciência é sobrescrita
O que seus olhos refletem agora?