Dá licença, dá licença, meu senhor
Dá licença, dá licença, pra yôyô
Eu sou amante da gostosa Bahia, porém
Pra saber seu segredo
Serei Baiano também

Dá licença, De gostar um pouquinho só
A Bahia eu não vou roubar, tem dó!
Ah! Já disse um poeta
Que terra mais linda não há

Isso é velho e do tempo que a gente escrevia Bahia com H!
Deixa ver, com meus olhos De amante saudoso
A Bahia do meu coração

Deixa ver, baixa do Sapateiro Charriou, Barroquinha, Calçada, Tabuão!
Sou um amigo que volta feliz
Pra teus braços abertos, Bahia!
Sou poeta e não quero ficar
Assim longe da tua magia!

Deixa ver, teus sobrados, igrejas
Teus santos, ladeiras, e montes tal qual um postal
Dá licença de rezar pro Senhor do Bonfim, Salve!
A Santa Bahia imortal, Bahia dos sonhos mil!

Eu fico contente da vida, Em saber que Bahia é Brasil!
Salve! A Santa Bahia imortal, Bahia dos sonhos mil!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir