Dizem que fugi por te querer demais
Como quero tantas outras, todas sempre iguais,
Dizem por aí que meu cabelo de rapaz
E o meu olhar de homem, mas eu faço muito mais.

Vejo as meninas, tudo me fascina, corpos, carnavais
Pulo na piscina, faço mil mandingas, coisas vãs e tais
Bebo leite quente do amor da gente, nada me satisfaz
Digo que te amo ainda esse ano, espere um pouco mais.

E no entanto me assumo, me jogo, me arrisco de fato
Maldizem meu nome,
Boato.

Dizem que fugi até pra nunca mais
Mas voltei sorridente, cantei até demais
Dizem por aí que ando com álcool a me envenenar
Mas é que existem coisas aqui em mim que preciso matar.

Vejo as meninas, tudo me fascina, corpos, carnavais
Pulo na piscina, faço mil mandingas, coisas vãs e tais
Fumo a noite inteira com as minhas negas, gatas sensacionais
A vizinhança inteira cai na brincadeira, me chamam satanás.

E no entanto me assumo, me jogo, me arrisco de fato
Maldizem meu nome,
Boato
Digo que te amo ainda esse ano, espere um pouco mais
Te amo de verdade, até duas da tarde
Procure outro rapaz
Digo que te amo ainda esse ano, espere um pouco mais
E no entanto me assumo, me jogo, me arrisco de fato
Maldizem meu nome,
Boato.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir