exibições 118.320
Foto do artista Jorge Vercillo

Levitar dos colibris
Graciosamente breve
Como pode tão feliz?
Censurar, ninguém se atreve, baby
Não precisam inventar
Qualquer coisa que me eleve
Basta teu sorriso pra dispensar
Asa-delta e ultra-leve

Se carece de definição: Me sinto leve
Céu azul na bolha de sabão que o vento leve
Como folha, o coração
Ao te refletir, um espelho em si
Vira quadro ou vira arte
Salvador Dalí não ousou imaginar-te

E eu me sinto flutuar
Maravilha que me elege
Feito pipa pelo ar, mar azul na areia bege, bege
Como brisa a me beijar
Seu carinho me protege
Me abraça, me derrete ao brincar
Como o mar no iceberg

Com você não tem explicação me sinto leve
Céu azul na bolha de sabão que o vento
Leve como folha, o coração
Ao te refletir, um espelho em si
Vira quadro ou vira arte.
Salvador Dalí não ousou imaginar-te

Se carece de definição: Me sinto leve, leve
Céu azul na bolha de sabão e o vento rege
Como folha, o coração
Ao te refletir, um espelho em si
Vira quadro ou vira arte
Salvador Dalí não ousou jamais imaginar-te

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir