exibições 7.675
Foto do artista Joyce Jonathan

Prend Ton Temps

Joyce Jonathan


Prend Ton Temps

Tu m'écris des Je T'aime qui me prennent en otage
C'est tout ce que t'as trouvé pour pas tourner la page
T'as fait tes bagages sans vraiment déménager
Mais ne m'en veux pas si j'essaye de t'avancer

Prend ton temps, laisse un peu souffler le vent
Et quelque soit le dénouement
On se dit ni adieu, ni peut être, ni attends
C'est pas facile mais prends ton temps
Un jour on en rira surement
Ne gâchons pas tout maintenant
A quoi bon chercher les pourquoi, les comment
Ca ne sert à rien

On s'empêche de sourire, on s'empêche de penser
On fait des promesses seulement pour se rassurer
Tu t'enfuis et puis tu me rappelles au secours
Un enfant gâté qui veut pas passer son tour

Prend ton temps, laisse un peu souffler le vent
Et quelque soit le dénouement
On se dit ni adieu, ni peut être, ni attends
C'est pas facile mais prendston temps
Un jour on en rira surement
Ne gâchons pas tout maintenant
A quoi bon chercher les pourquoi, les comment
Ca ne sert à rien, ça ne sert à rien

Ça sert à rien de protéger ton territoire
Rien à gagner pour toi et moi dans cette histoire
Prend ton temps, laisse un peu souffler le vent
Et quelque soit le dénouement
On se dit ni adieu, ni peut être, ni attends

C'est pas facile mais prend ton temps
Un jour on en rira surement
Ne gâchons pas tout maintenant
A quoi bon chercher les pourquoi, les comment

C'est pas facile mais prend ton temps
Laisse un peu souffler le vent
Et quelque soit le dénouement
On se dit ni adieu, ni peut être, ni attends

C'est pas facile mais prendston temps
Un jour on en rira surement
Ne gâchons pas tout maintenant
A quoi bon chercher les pourquoi, les comment
Ca ne sert à rien

Tome Seu Tempo

Você me escreve os Eu Te Amo que me tornam refém
Isso é tudo que você encontrou para não virar a página
Você fez as suas malas sem realmente se mudar
Mas eu não me culpo se eu tento superar você

Tome seu tempo, deixe soprar um pouco de vento
E, independentemente do resultado
Nós não dizemos nem adeus, nem talvez, nem espere
Não é fácil, mas tome o seu tempo
Um dia a gente vai rir disso com certeza
Não estraguemos tudo agora
Para que serve buscar os porquês, as razões
Isso não serve para nada

Abstemos-nos de sorrir e de pensar
Nós fazemos promessas apenas para nos tranquilizar
Você foge e depois você me pede ajuda
Uma criança mimada que não quer passar a sua vez

Tome seu tempo, deixe o vento soprar um pouco
E, independentemente do resultado
Nós não dizemos adeus, nem talvez, nem espere
Não é fácil, mas tome seu tempo
Um dia a gente vai rir disso com certeza
Não estraguemos tudo agora
Para que serve buscar os porquês, as razões
Isso não serve para nada

É inútil proteger seu território
Nada a ganhar para você e para mim nessa história
Tome seu tempo, deixe soprar um pouco de vento
E, independentemente do resultado
Nós não dizemos nem adeus, nem talvez, nem espere

Não é fácil, mas tome seu tempo
Um dia a gente vai rir disso com certeza
Não estraguemos tudo agora
Para que serve procurar os porquês, as razões

Não é fácil, mas tome o seu tempo
Deixe o vento soprar um pouco
E, independentemente do resultado
Nós não dizemos nem adeus, nem talvez, nem espere

Não é fácil, mas tome seu tempo
Um dia a gente vai rir disso com certeza
Não estraguemos tudo agora
Para que serve buscar os porquês, as razões
Isso não serve para nada

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Joyce Jonathan · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Cleyton, Traduzida por Geiza, Legendado por Marta
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.