exibições 5.553

The Pinnacle

Kansas


The Pinnacle

I've so much to say, and yet I cannot speak
Come and do my bidding now for I have grown too weak
My weary eyes have seen all that life can give
Come to me, O young one, for you I can forgive

I stood where no man goes, and conquered demon foes
With glory and passion no longer in fashion
The hero breaks his blade

Cast this shadow long that I may hide my face
And in this cloak of darkness the world I will embrace
In all that I endure, of one thing I am sure
Knowledge and reason change like the season
A jester's promenade

Lying at my feet I see the offering you bring
The mark of Cain is on our faces, borne of suffering
O, I long to see you say it's not been wrong
I stand before you now, a riddle in my song
The answer is that sweet refrain
Unheard it always will remain
Beyond our reach, beyond our gain

Trapped in life's parade, a king without a crown
In this joy of madness, my smile might seem a frown
With talons wrought of steel, I tore the heart of doom
And in one gleaming moment I saw beyond the tomb
I stood where no man goes, above the din I rose
Life is amusing though we are losing
Drowned in tears of awe.

O Pináculo

Eu tenho muito a dizer, e ainda não posso falar
Venha e faça minha ordem agora, porque eu cresci muito fraco
Meus olhos cansados tem visto tudo que a vida pode dar
venha a mim, o jovem, por você eu posso perdoar

Eu estive onde nenhum homem foi, e conquistei demônios adversários
Com glória e paixão,nenhum mais na moda
O herói quebrou sua lamina

Chame por essa sombra desejada, para que eu possa esconder meu rosto
E nessa capa de escuridão, o mundo eu irei abraçar
Nisso tudo que eu sofri, de uma coisa eu tenho certeza
O conhecimento e a razão, mudam como a estação
O passeio de um bobo da corte

Deitado aos meus pés, eu vejo a oferenda que você trouxe
A marca de Cain está nos nossos rosto, queimando de sofrimento
O, eu desejo que o que você diz não esteja errado
Estou de pé diante de você, um enigma em minha canção
A resposta é esse doce refrão
Desconhecido sempre permanecerá
Além de nossa riqueza, além de nossa conquista

Pego na manifestação da vida, um rei sem uma coroa
Nessa alegria de loucura, meu sorriso poderia parecer uma carranca
Com garras feitas de aço, eu rasguei o coração da destruição
E em um momento deslumbrado, eu vi através da tumba
Eu estive onde nenhum homem foi, sobre o barulho eu me levantei
A vida está um divertimento, mas nós estamos nos perdendo
Se afogando em lágrimas de temor

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Kerry Livgren. Essa informação está errada? Nos avise.
Traduzida por Luís. Revisões por 2 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.


Posts relacionados

Ver mais no Blog