Quando

Laura Pausini

exibições 16.566

Quando

Tu dimmi quando quando
Dove sono I tuoi occhi
E la tua bocca
Forse in africa che importa

Tu dimmi quando quando
Dove sono le tue mani ed il tuo naso
Verso un giorno disperato
Ed io ho sete
Ho sete ancora
Ho sete ancora

Tu dimmi quando quando
Non guardarmi adesso amore
Sono stanco
Perché penso al futuro

Tu dimmi quando quando
Siamo angeli che cercano un sorriso
Non nascondere il tuo viso
Perché ho sete
Ho sete ancora
Ho sete ancora

Vivro'
Si vivro'
Tutto il giorno per vederti andar via
Fra I ricordi e questa strana pazzia
E il paradiso
Che forse esiste
Chi vuole un figlio non insiste

Oh no oh no

Tu dimmi quando quando
Ho bisogno di te
Almeno un ora
Per dirti che ti odio ancora

Tu dimmi quando quando
Lo sai che non ti avro'
E sul tuo viso
Sta per nascere un sorriso
Ed io ho sete
Ho sete ancora
Ho sete ancora

E vivro'
Si vivro'
Tutto il giorno per vederti andar via

Fra I ricordi e questa strana pazzia
E il paradiso
Che forse esiste
Chi vuole un figlio non insiste

Lo sai che non ti avro'
E sul tuo viso
Sta per nascere un sorriso
Ed io ho sete
Ho sete ancora
Ho sete ancora

Tu dimmi quando quando
Uh, uh
Uo

Quando

Me diga quando quando
Onde estão seus olhos
E tua boca
Talvez na África, que importa

Me diga quando quando
Onde estão tuas mãos e seu nariz
Para um dia desesperado
E eu tenho sede
Tenho sede ainda
Tenho sede ainda

Quando você me diz quando
Não me olhe agora amor
Eu estou cansado
Por que penso no futuro

Quando você me diz quando
Somos anjos que procuram um sorriso
Não esconda seu rosto
Por que tenho sede
Tenho sede ainda
Tenho sede ainda

Viverei
Você viverá
Todos os dias para vê-lo ir embora
Entre as memórias e a estranha loucura
E o paraíso
Que talvez exista
Quem quer um filho não insiste

Oh não, Oh não

Me diga quando quando
Eu preciso de você
Pelo menos um hora
Para lhe dizer que ainda te odeio

Me diga quando quando
Sabe que não terei você
E em teu rosto
Está prestes a nascer um sorriso
E eu tenho sede
Tenho sede ainda
Tenho sede ainda

E viverei
Você viverá
O dia todo para vê-lo ir embora

Entre as memórias e a estranha loucura
E o paraíso
Que talvez exista
Quem quer um filho não insiste

Sabe que não terei você
E em teu rosto
Está prestes a nascer um sorriso
E eu tenho sede
Tenho sede ainda
Tenho sede ainda

Me diga quando quando
Uh, uh
Uo