Cinco Dias

Laura Pausini

exibições 10.368

Cinco Dias

Cinco dias sin tenerte
Cuanto frio en esta vida
Y tu...
Ya no me buscas tu
Cuanta gente me pregunta
Hurga dentro de mi herida
Que ya
No cicatrizara
Hasta mi mejor amiga
Cada noche aqui
Le he jurado hacerle caso
La traiciono como a mi
Porque me siento tan herida
Que no se... no se
Si conviene mas curarse
O interesa mas ahogarse
Cariño mio que puedo hacer
No me resigno a estar asi
Por eso yo que te amo
Vivo implorando
Ayúdame y te destruire
Cinco dias sin tenerte,
Cuantas lagrimas perdidas
Y yo...
Enclavada a ti.
Hago todo y mas que todo
He tratado de escapar,
He probado a despreciarte
Traicionarte hacerme daño
Porque en tu mar voy naufragando
Y yo no se... no se
Si conviene estar nadando
O es mejor dejarse ir al fondo
Cariño mio que puedo hacer
No me resigno a estar asi
Por eso yo que te amo
Vivo implorando
Ayudame y te destruire
Si un dia quieres tu volver de nuevo
Ya me diras quien te perdonara
Por olvidar de ayer que no es un juego...
Cuando bastaba un beso nada mas hablandonos
Mi vida...
Por eso yo que te amo
Vivo implorando
Ayudame y te destruire

Cinco Dias

Cinco dias sem te ter
quanto frio nesta vida
E você...
Já não me procura...
Quantas pessoas me questionam
Machucam minha ferida
Que já
Não vai cicatrizar
Até minha melhor amiga
Toda noite aqui.
Eu jurei lhe dar atenção
mas a traí, como a mim.
Porque me sinto tão ferida
Que não sei... Não sei
Se é melhor curar-se
Ou interessa mais afogar-se
Meu amor, o que posso fazer?
Não me conformo de estar assim,
Por isso eu que te amo
Vivo implorando
Me ajude a te destruir.
Cinco dias sem te ter,
quantas lágrimas perdidas
E eu
Pregada em você.
Faço tudo e mais que tudo,
Tenho tentado escapar,
Tenho tentado desprezar-te,
Te trair me fazer mal
Porque em seu mar vou naufragando
E eu não sei, não sei
Se é melhor continuar nadando
Ou se é melhor se deixar ir até o fundo.
Meu amor, o quê posso fazer?
Não me conformo de estar assim,
Por isso eu que te amo
Vivo implorando
Ajude-me a destruir-te
Se um dia quiseres voltar de novo
Me digas quem te pordoará
Por esquecer de ontem que não é um jogo
Quando bastava um beijo, nada mais nos falando
Minha vida
Por isso eu que te amo
Vivo implorando
Ajuda-me a destruir-te