Por El Camino

Laura Pausini

exibições 7.134

Por El Camino

Hemos crecido juntos yo y mis ojos como dos amigos
Que buscan con el alma un lugar que hoy no existe ya
Entre mil mañanas frescas de bicicletas
Mil atardeceres sobre algun autobus
Y con un hambre de sonrisas que regalen luz

Yo y mis cuadernos de recuerdos, direcciones que he perdido
He visto caras de quien tanto ame marcharse luego un dia
Y he respirado un mar desconocido en las horas
Silenciosas de un verano de ciudad
Mirando mi sombra repleta de melancolia

Yo con mis noches que he cerrado como he cerrado un paraguas
Mirandome hacia dentro para leer el dolor y la sal
He caminado por las calles persiguiendo el viento
Sintiendo un peso de inutilidad
Y fragil y violento yo me he dicho tu veras, veras, veras

Por el camino veras
Que no estaras tu solo
Por el camino encontraras
Un lugar en el cielo
Oiras por el camino latir tu corazon
Encontraras mas amor

Soy solo gota en este mar de gente que hay en este mundo
Yo que he soñado sobre un tren que nunca dejo el anden

Corriendo por los prados blancos de luna
Para regalar mas tiempo a mi ingenuidad
Y joven y violento yo me he dicho tu veras, veras, veras

Por el camino veras
Que no estaras tu solo
Por el camino encontraras
Tambien tu un lugar en el cielo
Oiras por el camino latir tu corazon
Encontraras mas amor

Yo se muy bien que una cancion no nos podra cambiar la vida
Pero no se muy bien porque seguimos esta busqueda infinita
Que es lo que me mueve dentro
A cantar canciones
A buscar amores una y otra vez
Para que sea mejor mañana porque mañana tu
Por el camino veras
Para que sea mejor mañana porque mañana tu
Por el camino veras

Por El Camino (Tradução)

Crescemos juntos eu e meus olhos como dois amigos
Que buscam com a alma um lugar que hoje já não existe
Entre mil manhãs frescas de bicicletas
Mil entardeceres dentro de algum ônibus
E com fome de sorrisos que presenteiam luz

Eu com meus cadernos de recordações, endereços que perdi
Vi rostos de quem tanto amei irem embora após um dia
Respirei um mar desconhecido
Nas horas silenciosas de um verão de cidade
Olhando minha sombra repleta de melancolia

Eu com minhas noites que me fechei como se fecha um guarda-chuva
Olhando para meu interior para ler a dor e o sal
Caminhei pelas ruas perseguindo o vento
Sentindo um peso de inutilidade
Frágil e violenta eu me disse: você verá, verá, verá

Pelo caminho verá
Que você não estará sozinho
Pelo caminho encontrarás
Um lugar no céu
Ouvirás, pelo caminho, o teu coração bater
Encontrarás mais amor

Sou só uma gota neste mar de gente que há neste mundo
Eu que sonhei com um trem que nunca saiu do lugar
Correndo pelos prados brancos de lua
Para dar mais tempo à minha ingenuidade
E jovem e violenta eu me disse: você verá, verá, verá

Pelo caminho verá
Que você não estará sozinho
Pelo caminho encontrarás
Também um lugar no céu
Ouvirás, pelo caminho, o teu coração bater
Encontrarás mais amor

Sei muito bem que uma canção não poderá mudar as nossas vidas
Mas não sei muito bem porque seguimos com esta busca infinita
Que é o que me move por dentro
A cantar canções
A buscar amores uma e outra vez
Para que o amanhã seja melhor porque amanhã
Você pelo caminho verá