Simili

Laura Pausini

exibições 11.544

Simili

Sono scappata via
Quando mi sono vista dentro a un labirinto
Senza decidere

Ospite in casa mia
Con sillabe d’amore tutte al pavimento
Come la polvere

Ma arrivi tu che parli piano
E chiedi scusa se ci assomigliamo
Arrivi tu da che pianeta?
Occhi sereni anima complicata
Anima complicata

Io così simile a te
A trasformare il suono della rabbia
Io così simile a te
Un bacio in fronte e dopo sulle labbra
La meraviglia di essere simili
La tenerezza di essere simili
La protezione tra esseri simili

Non mi domando più
Se ci sarà qualcuno a tendere la rete
Pronto a soccorrere
Me lo ricordi tu
Chi vola impara a sfottere le sue cadute
Come a difenderle
E così fai tu e nascondi piano
La tosse e il cuore nella stessa mano
Arrivi tu
Che sai chi sono

Io così simile a te
A trasformare il suono della rabbia
Io così simile a te
Un bacio in fronte e dopo sulle labbra
La meraviglia di essere simili
La tenerezza di essere simili

Arrivi tu che fai passare
La paura di precipitare

Io così simile a te
Liberi e prigionieri della stessa gabbia
Io così simile a te
Un bacio in fronte e dopo sulle labbra
La meraviglia di essere simili
La tenerezza di essere simili
La commozione per essere simili

Semelhante

Escapei quando me vi
Dentro de um labirinto
Sem decidir

Hóspede em minha casa
Com sílabas de amor todas pelo chão
Como a poeira

Mas chega você, que fala baixo
E pede desculpa se nos parecemos
Chega você, de que planeta?
Olhos serenos e alma complicada
Alma complicada

Eu tão semelhante a você
Ao transformar o som da raiva
Eu tão semelhante a você
Um beijo na testa e depois nos lábios
A maravilha de ser semelhantes
A ternura de ser semelhantes
A proteção entre ser semelhantes

Não me pergunto mais
Se haverá alguém para estender a rede
Pronto para socorrer
Você me lembra
Quem voa e aprende a rir de suas caídas
Como defendê-las?
E assim você faz e esconde aos poucos
A tosse e o coração na mesma mão
Chega você
Que sabe quem eu sou

Eu tão semelhante a você
Ao transformar o som da raiva
Eu tão semelhante a você
Um beijo na testa e depois nos lábios
A maravilha de ser semelhantes
A ternura de ser semelhantes

Chega você que faz passar
O medo de cair

Eu tão semelhante a você
Livres e prisioneiros da mesma gaiola
Eu tão semelhante a você
Um beijo na testa depois nos lábios
A maravilha de ser semelhantes
A ternura de ser semelhantes
A comoção por ser semelhantes

Composição: L. PAUSINI / N. Agliardi · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Gabriel, Traduzida por Gabriel
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.