Pela claridade dessas últimas coisas
Eu acho que não dá mais pé
Você descobriu, o tempo falhou e eu também, é
Leia a novidade em cada muro ressoa
Estou do outro lado do rio
Esqueço o final e o ar da noite
É tudo o que eu preciso a noite inteira

Mentiras sempre vem em vão
Desculpas sempre são
Desculpas, pessoas vão sempre
Inesperado o tom para a vida inteira
Desesperado e a gente espera
Que vire o tempo, algum dinheiro
Que o mundo então se acabe de vez

Amar é pra se corrigir e não perder a paz
A estrela do amanhã
Brilhando em mim, ainda a direção
E o coração e a rua inteira vê

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir