Desce do trono, rainha
Desce do seu pedestal
De que te vale a riqueza sozinha
Enquanto é carnaval

Desce do sono, princesa
Deixa o seu cetro rolar
De que adianta haver tanta beleza
Se não se pode tocar?

Hoje você vai ser minha
Desce do cartão postal
Não é o altar que te faz mais divina
Deus também desce do céu

Desce das suas alturas
Desce da nuvem, meu bem
Por que não deixa de tanta frescura
E vem para a rua também

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Arnaldo Antunes. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por Elisa. Legendado por tulio. Revisões por 4 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais posts