los pasajes del phoenix

Siempre vestido de negro
Barba larga y un colmillo que colgaba de su cuello
Y es que hay varios recuerdos de cuando vivía el viejo
Paseando en el salado
En la carreta se armaba buen cotorreo
Prendiendo un gallo, andaba bien risueño
Cero uno cachas de oro
Calacas en resignadas adornaban bien su apodo
Un cuernito de disco y uno con huevos de toro
Decidido a entregarme

Y al bajarme me respondieron con plomo
La perra andaba ardida y va con todo
De niño, el bueno y el malo
Dos diablitos que en la peni le tallaron y marcaron
El rojito era el bueno y diablo negro era el malo
Anillos calaveras
En sus manos y el Bin Laden en retrato
Aspecto talibán causaba impacto
Señor Vicente Zambada
Lo esperaba, me fui antes con mi barba y con mi manda
Compadre siga firme, siempre fue un hombre de talla
Como agradezco al Javi

Fue mi sombra, y a mi compadre Barraza
Siempre al pendiente en las buenas y malas
Mil cosas lo apasionaban
Pero lo que mas amaba, su familia era sagrada
Ahí dejo a mis princesas y a mi pequeña Renata
Junto a mi frijolito
Acá en el cielo yo siempre voy a cuidarlas
También a mi pecoso se le extraña
El Chino lo hizo sargento
Y lo enterraron equipado como lo quería el viejo
La cinco punto once, cachucha y todo de negro
Ahí sonaba El Rescate
Su corrido, también la de amor eterno
Y así fue como al Phoenix despidieron

as passagens da fênix

Sempre vestido de preto
Barba longa e uma presa pendurada no pescoço
E há várias lembranças de quando o velho viveu
Passeando no salgado
Uma boa conversa foi feita no carrinho
Acendendo um galo, ele estava rindo bem
Zero uma balança de ouro
Calacas em resignação adornavam bem seu apelido
Um chifre de disco e outro com ovos de touro
Determinado a me entregar

E quando saí, eles me responderam com chumbo
A cadela estava pegando fogo e vai com tudo
Quando criança, os bons e os maus
Dois diabinhos que na caneta esculpiram e marcaram
A ruiva era boa e o diabo negro era ruim
Anéis de caveira
Em suas mãos e o Bin Laden em retrato
Aparência do Talibã causou impacto
Sr. Vicente Zambada
Eu esperava, saí mais cedo com minha barba e meu chefe
Compadre, mantenha-se firme, ele sempre foi um homem de estatura
Como agradeço Javi

Era minha sombra e meu amigo Barraza
Sempre à procura de bons e maus
Ele era apaixonado por mil coisas
Mas o que ele mais amava, sua família era sagrada
Lá deixo minhas princesas e minha pequena Renata
Ao lado do meu feijão
Aqui no céu eu sempre cuidarei deles
Também sinto falta da minha sardenta
El Chino fez dele um sargento
E eles o enterraram equipados como o velho queria
Cinco pontos onze, boné e tudo em preto
O resgate soou lá
Sua corrida, também a do amor eterno
E foi assim que eles dispararam a Phoenix

tradução automática via Revisar tradução
Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Enviar

Posts relacionados

Ver mais posts